Publicidade

08 de Dezembro de 2013 - 07:00

Arthur Moreira Lima faz concerto na cidade, hoje, em seu caminhão-teatro de 45 metros

Por Tribuna

Compartilhar
 
O pianista vai do clássico ao erudito durante concerto
O pianista vai do clássico ao erudito durante concerto

Para encerrar a programação de 2013 do "Som de domingo", da Universidade Federal de Juiz de Fora, o pianista Arthur Moreira Lima se apresenta na Praça Cívica com a Orquestra de Câmara Sesiminas. Promovido em comemoração aos 80 anos da Fiemg, o programa "Um piano pela estrada" vai do clássico - Mozart, Piazzolla, Chopin, Bach - a compositores e canções da MPB, como Pixinguinha e Luiz Gonzaga.

Considerado pela revista "La Suisse" o "Pelé dos pianos", Arthur ganhou os palcos do mundo depois do êxito nos concursos de Leeds (Inglaterra) e Tchaikovsky (Moscou). Ele chega à cidade com seu caminhão que se transforma em um teatro com 45 metros quadrados de cena. De acordo com o pianista, em seu veículo, ele desenvolve um trabalho de inclusão social e musical. Com ele, já levou a grande música de concerto aos quatro cantos do país.

A trajetória do pianista começou aos 6 anos de idade. Se, em seu país, aos 9 anos, já apresentava seus acordes ao lado da Orquestra Sinfônica Brasileira, sua consagração ocorreu em solo italiano. Tocou nas filarmônicas de Leningrado e Moscou e sinfônicas de Berlim, Viena e Praga. Ele acumula dois prêmios Sharp (nos anos de 1989 e 1990). Nos Estados Unidos, ganhou destaque por gravar uma antologia da obra pianística de Heitor Villa-Lobos. Dividiu o palco com artistas da música popular brasileira, como Nelson Gonçalves, Ney Matogrosso, Raphael Rabello, Paulo Moura e o grupo de choro Época de Ouro.

Tendo como meta apresentar um repertório camerístico de boa qualidade, a Orquestra de Câmara Sesiminas foi criada em 1986. Formado por um regente titular, maestro Marco Antônio Maia Drumond, e 18 músicos, o grupo realiza uma média de 40 concertos anuais.

Enquanto o pianista se apresenta para os adultos, a criançada é convidada a viajar pelo fantástico mundo da literatura ao lado do Palhaço Rosquinha, que promete deixar o ambiente ainda mais divertido. Com direito a livros pendurados em árvores por meio de elásticos e tapetes espalhados pelo chão, o encontro também tem contação de histórias. Depois desta última edição, o "Leitura no campus" volta a ser realizado em março de 2014 com novas atrações, segundo o pró-reitor de Cultura da UFJF, Gerson Guedes. O evento é voltado para crianças entre 3 e 12 anos.

SOM DE DOMINGO

LEITURA NO CAMPUS

Hoje, às 10h

Campus da UFJF

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?