Publicidade

18 de Fevereiro de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
Uma das caricaturas que compõe a mostra
Uma das caricaturas que compõe a mostra

Inicialmente em cartaz até março, a exposição "Angelo Bigi: Homem da Itália, artista do Brasil" foi prorrogada até 20 de abril no Museu de Arte Murilo Mendes. A mostra apresenta cerca de 50 trabalhos do artista usando óleo sobre tela, desenhos com grafite, retratos de família e caricaturas. São obras ainda pouco conhecidas do pintor que eternizou seus traços em espaços como o Cine-Theatro Central e a Associação Comercial de Juiz de Fora. "A capacidade de representar a introspecção de seu personagem, criando um ambiente realista, é um efeito conquistado a partir da paleta de cores e reforçado pelo jogo de luz e sombra. É realmente um trabalho de grande sutileza e sensibilidade ", diz Paulo Alvarez, um dos curadores da exposição. Nascido em 1887, em Roma, Bigi veio para Juiz de Fora após a Primeira Guerra Mundial. Na região, seus trabalhos podem ser vistos também na matriz de Matias Barbosa e em igrejas de Além Paraíba, Manhuaçu, Barbacena, entre outros locais.

"ANGELO BIGI: HOMEM DA ITÁLIA, ARTISTA DO BRASIL". De terça a sexta, das 9h às 18h, sábados, domingos

e feriados, das 13h às 18h, até 20 de abril no Mamm

(Rua Benjamin Constant 790 - Centro)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?