Publicidade

10 de Junho de 2014 - 06:00

Jornalista Márcia Costa lança o livro 'De pagu a Patrícia - o último ato' hoje no Forum da Cultura

Por MARISA LOURES

Compartilhar
 
Márcia Costa se debruçou sobre as colunas produzidas por Pagu em jornal santista
Márcia Costa se debruçou sobre as colunas produzidas por Pagu em jornal santista

Para dar conta de uma escritora, poeta, diretora de teatro, tradutora, desenhista e jornalista, como foi Patrícia Galvão, só mesmo com arte. A capa, ilustrada pelo artista plástico Fabrício Lopez, e o conteúdo, puramente literário, revelam a artista que está por trás da criação. "Queria que o livro tivesse toda a cara da Pagu", conta a jornalista Márcia Costa, autora de "De pagu a Patrícia - o último ato" (Dobra Editorial, 181 páginas), lançado nesta terça, às 19h30, no Forum da Cultura. A publicação, de acordo com a escritora, não é biográfica e está focada nas colunas "Literatura" e "Palcos e atores", produzidas por Patrícia no jornal "A Tribuna", de Santos (SP), nos anos 1950. "É um período pouco estudado, mas, nessa época, ela agitava muita coisa ainda, tinha relação com vários escritores, como Jorge Amado e Carlos Drummond de Andrade", ressalta Márcia, que é formada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Embora a obra tenha nascido como resultado de um trabalho de mestrado em Comunicação Social da Universidade Metodista de São Paulo, ela não tem nada de acadêmica. De acordo com Márcia, para a publicação, a escrita ganhou uma "nova narrativa". "Fiz questão de fazer o texto da forma mais literária que consegui. Tem muita poesia", diz a escritora, justificando os motivos que a levaram a se debruçar sobre a protagonista de suas linhas.

"Quando eu trabalhava em Santos, a Cristhiane Tricerri (atriz), que estava fazendo uma peça sobre a Pagu, me falou sobre o trabalho jornalístico dela para 'A Tribuna' e que poucos haviam pesquisado antes. O material é riquíssimo. Augusto de Campos fez um livro, mas não se aprofundou muito porque ele escreveu sobre a vida inteira. Peguei só a parte do final da vida", comenta Márcia. "Era uma mulher que circulava no país inteiro fazendo a ponte, principalmente, entre Brasil e França", completa a escritora.

 

O processo de pesquisa contou com entrevistas a personagens que passaram pela escrita de Patrícia, mas também com figuras que, muitas vezes, se assentaram com ela em um bar para tomar cerveja, conforme conta Márcia. "Conversei com o Gilberto Mendes (também prefaciador da obra), um dos maiores compositores brasileiros, e que mora em Santos. Ele falou que a Pagu foi uma das primeiras a divulgar o Música Nova. Conversei com Sérgio Mamberti. Todos eles nutrem carinho e admiração muito grande por ela", assevera.

Admiradora do legado cultural de Pagu, Márcia não economiza nos elogios. "Ela é muito vanguardista, usava calça comprida, brigava pela matéria para que respeitassem o ponto de vista dela. Era muito corajosa." Contudo, entrega suas descobertas, ainda que a ideia inicial se sobreponha. "Acho que fui amadurecendo no decorrer da pesquisa. No final, percebi que ela era uma pessoa um pouco difícil, explosiva e também impaciente. Mas era forte. Foi torturada e exilada. Ela dá uma aula para a gente. Aprendi muito sobre teatro e literatura lendo a coluna da Pagu."

Quem quiser qualquer novidade sobre Pagu, leia o blog depaguapatricia.blogspot.com.br. É lá que os internautas encontram um aperitivo do que foi Pagu. "Um dia assim, de um sol assim, com teatro de 'avant-garde' na terra santista, o Festival em encerramento conta hoje com Ghelderode e Arrabal - devemos fazer algumas considerações acerca disso mesmo, a vanguarda. Que é afinal vanguarda, tradução de 'avant-garde'?", indagou a artista em "Palcos e atores".

"O pensamento de Patrícia é muito atual porque ainda hoje se fala muito da qualidade do teatro e da literatura. Temos muita gente escrevendo livro, fazendo peça, mas que não preza pela qualidade. Ela exigia qualidade no texto, aprofundamento do ator e do autor. Falava que era preciso trabalhar muito para escrever bem", finaliza Márcia.

 

 

DE PAGU A PATRÍCIA - O ÚLTIMO ATO

Lançamento de livro hoje, às 19h30

 

Forum da Cultura

(Rua Santo Antônio 1.112)

 

 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você confia nas pesquisas eleitorais?