Publicidade

06 de Junho de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 
O poeta e letrista Rogério Batalha lança, em Juiz de Fora, os livros "Inventário", "A medida do sal" e "Cidade fundida"
O poeta e letrista Rogério Batalha lança, em Juiz de Fora, os livros "Inventário", "A medida do sal" e "Cidade fundida"

O poeta Rogério Batalha lança, pela editora TextoTerritório, os livros "Inventário", "A medida do sal" e "Cidade fundida". O evento na cidade está programado para este sábado, das 18h às 20h, na livraria Liberdade. "Este poeta é bom e por isso é perigoso! Ele deveria andar com uma placa indicando Danger: o perigo", escreveu Waly Salomão sobre "Malícia" (1998), obra de estreia do escritor nascido em Miguel Couto (Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense). Em "Bazar barato" (1999), Batalha teve contracapa assinada por Antonio Cícero. Já "Melaço" (2002) foi prefaciado por Ricardo Oiticica. Batalha também é letrista, e algumas de suas composições foram apresentadas no Encontro de Compositores promovido pelo Centro de Referência da Música Carioca. Também amanhã, escritores de Juiz de Fora e do Rio de Janeiro se reúnem para celebrar a poesia, das 13h às 15h30, no CES/JF, Campus Verbum Divinum. Alexandre Faria, Anderson Pires, André Capilé de Freitas, André Monteiro, Anelise Freitas, Elesbão Ribeiro (RJ), Fernando Fiorese, Luiz Fernando Medeiros e Oswaldo Martins (RJ) participarão das performances.

ROGÉRIO BATALHA. Amanhã, das 18h às 20h, na livraria Liberdade (Rua Benjamin Constant 801). FESTIM DO POEMA. Amanhã, das 13h às 15h30, no CES/JF, Campus Verbum Divinum (Av. Rio Branco 3.520)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?