Publicidade

30 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Fechando a programação da Mostra Zumbi de Cinema, que exibiu oito filmes sobre os mortos-vivos desde novembro do ano passado, o Cineclube Bordel Sem Paredes exibe nesta quinta "Mangue negro", primeiro longa do cineasta capixaba Rodrigo Aragão. Lançado em 2008, a produção conta a história de moradores de uma pequena vila situada às margens de um manguezal, que começam ser atacados por zumbis. Se a fórmula parece banal, a ideia de colocar personagens tipicamente nacionais lutando pela sobrevivência contra os seres semivivos dá um refresco criativo à obra, que recebeu diversos filmes pela América do Sul. Vale destacar que o diretor assumiu também as funções de maquiador, figurinista, entre outras, já que a verba disponível para o filme foi de apenas R$ 60 mil. O longa é o primeiro de uma trilogia, que traz ainda "A noite dos chupacabras"(2011) e "Mar negro" (2013). As duas primeiras produções rodaram mais de 30 festivais internacionais e foram vendidas para EUA, Holanda, Bélgica, Alemanha e Japão.

"Mangue negro", hoje, às 19h, no Anfiteatro

João Carriço (Av. Rio Branco 2234 (Funalfa)

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da proibição de rodeios em JF, conforme prevê projeto em tramitação na Câmara?