Publicidade

24 de Maio de 2014 - 06:00

Evento 'Towel Con', no CCBM, celebra o Dia do Orgulho Nerd e o clássico 'O guia do mochileiro das galáxias'

Por JÚLIO BLACK

Compartilhar
 
Nerd assumida, Thamiris resolveu organizar a "Towel Con" para comemorar em Juiz de Fora o Dia do Orgulho Nerd
Nerd assumida, Thamiris resolveu organizar a "Towel Con" para comemorar em Juiz de Fora o Dia do Orgulho Nerd

Parafraseando um antigo comercial: Não basta ser nerd, é preciso colocar a toalha no ombro e partir para o CCBM, onde tem início, neste sábado, a partir das 14h, a "Towel Con". O evento - que tem apoio da Funalfa - celebra o Dia do Orgulho Nerd (também conhecido como Dia da Toalha, em homenagem ao inglês Douglas Adams, autor do clássico "O guia do mochileiro das galáxias"), comemorado no dia 25 de maio. Até amanhã, diversas atividades serão realizadas para a alegria de quem sabe a diferença entre "Star Trek" e "Star Wars" e não tem dificuldades para fazer a célebre saudação do Sr. Spock.

Para os aficionados da cultura pop, o final de semana será cheio. De acordo com a organizadora do evento, Thamiris Carvalho, a "Towel Con" terá palestras, desfile de "cosplay" (fantasias inspiradas em personagens reais e de ficção), debates, exibição de séries, sorteios, drinques nerds e até mesmo uma oficina explicando "como matar um zumbi", para alegria dos fãs de "The walking dead" e congêneres. Uma das principais atrações será a exibição de episódios da versão do "Guia..." produzida pela britânica BBC.

Entre as palestras, há espaço para explicar as ligações entre a clássica HQ "V de vingança" e o anarquismo. Em uma das mesas de debates, o doutor em física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, Thales Costa Soares, o produtor de vídeo Demetrius Coutinho, o professor de inglês Caique Vieira, a escritora e blogueira Mariana Mello, além de Thamiris Carvalho, discutem temas que dizem respeito a séries como "Arquivo X", "Doctor Who", "Fringe" e "Star Trek" neste sábado, deixando o domingo para a discussão sobre histórias em quadrinhos, suas adaptações para o cinema e a eterna rivalidade Marvel e DC Comics. O legado de "Arquivo X" para a cultura pop também será abordado. Para os fãs de "Star Wars", o Conselho Jedi da cidade estará presente.

Um dos participantes da mesa, Demetrius Coutinho, 27 anos, joga RPG desde os 15, além de ser fã de videogames, cinema e seriados. "Assisto de tudo, desde trash neozelandês a cult underground italiano", diz ele, que, entre as séries, prefere as clássicas "Jornada nas estrelas: a nova geração", "Além da imaginação", a onipresente "Arquivo X" e as recentes "Breaking bad" e "Game of thrones". Sobre sua participação na mesa, ele pretende destacar as viagens no tempo no cinema e como isso pode ser usado para construir um roteiro inteligente. "Pode ser barato fazer esse tipo de filme", adianta Demetrius, que já produziu curtas-metragens independentes e colaborou com documentários para o Canal Futura, trabalhando ainda com produção audiovisual (videoclipes, comerciais para TV, animação).

Já Mariana Mello, 23 anos, trabalha na finalização de seu primeiro livro, "Coração da Terra: contos de Ertha", que será lançado de forma independente. "Tentei criar algo que se colocasse como um ponto médio entre 'O senhor dos anéis' e 'Game of thrones', pois acho que as histórias possuem elementos que se completam. É possível ter guerra e um final agradável, e misturar, na medida certa, um pouco de drama e um pouco de comédia", explica Mariana, que se declara uma "nerd em tempo integral" e também curte a ficção científica de "Star Trek" e "Star Wars", histórias em quadrinhos, "Harry Potter". Com toda essa bagagem nerd, ela espera contribuir para a discussão falando sobra a face mais conhecida das viagens pelo tempo e espaço, com destaque para a trilogia "De volta para o futuro" e as séries "Misfits" e "Continuum".

Thamiris destaca que o desejo de comemorar o Dia da Toalha era antigo. "Sempre tive uma ligação muito grande com o Douglas Adams e queria comemorar o Dia da Toalha e o Dia do Orgulho Nerd de uma maneira que não fosse em casa", afirma ela, que também participa da organização do Festival de Bandas Novas, o JF Extrema (Festival de Cinema Fantástico) e da Zombie Walk juiz-forana ("Esperávamos umas 50 pessoas em 2012, e apareceram 380", relembra).

 

E tudo começou em uma galáxia distante

A data em que se comemora o Dia do Orgulho Nerd não foi escolhida ao acaso: foi em 25 de maio de 1977 que estreou nos cinemas dos Estados Unidos o primeiro dos filmes da série "Star Wars". Mesmo que a efeméride esteja ligada, a princípio, à galerinha de Darth Vader, o grande homenageado acaba sendo Douglas Adams, que transformou uma prosaica toalha em um dos maiores ícones da cultura pop e nerd. Em "O guia do mochileiro das galáxias", a toalha é vista como um dos objetos essenciais a um bom mochileiro: afinal, pode ser usada como agasalho, arma, capa, símbolo... E até mesmo como toalha. A frase "nada de pânico, eu trouxe minha toalha" é um clássico nerd.

O Dia da Toalha não foi criado "há muito tempo atrás, numa galáxia distante", mas sabe-se que começou a ser comemorado no final do século passado e vem crescendo desde então. Dessa forma, não deve causar espanto encontrar fãs postando fotos com uma toalha na internet, ou mesmo com uma delas no ombro pelas ruas. Afinal, o bom mochileiro não anda desprevenido.

 

 

 

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?