Publicidade

20 de Abril de 2014 - 06:00

O médico Murilo Spinelli busca inspiração na natureza para fotografar

Por MARISA LOURES

Compartilhar
 
Murilo Spinelli foi convidado para participar do Departamento de Terapia Minimamente Invasiva, da Sociedade Brasileira de Urologia
Murilo Spinelli foi convidado para participar do Departamento de Terapia Minimamente Invasiva, da Sociedade Brasileira de Urologia

É na poesia de Bituca que o médico Murilo Spinelli encontra palavras para se descrever. "Um certo ansioso, sempre em busca do autoconhecimento. Pego carona na poesia de Milton Nascimento: 'eu caçador de mim'", diz ele que, além de se dedicar a seus pacientes, pratica a arte de fotografar. "Esta é uma atividade que encaro com muita seriedade e muitas vezes pensei em assumi-la profissionalmente. Creio não ser possível. Na verdade, nunca se sabe do amanhã. Até lá, apenas um amador cada vez mais avançado." Segundo ele, que gosta de clicar "o povo simples dos cantos" por onde ele passa e a arquitetura colonial, a inspiração é encontrada na natureza, também protagonista de seus flashes. "Nela me embrenho em momentos de verdadeira introspecção."

Natural de Juiz de Fora - cidade onde cresceu, graduou-se, casou, teve três filhos e amigos -, Spinelli começou a se interessar pela fotografia quando era pequeno. "Nas férias de família, via com tremenda curiosidade e entusiasmo meu saudoso pai empunhando um 'caixote mágico", uma antiga máquina fotográfica Kapsa", relata, destacando ainda ter sido influenciado por Roosevelt Nina e Araquém Alcântara.

Com 33 anos ininterruptos de exercício profissional, ele revela ainda se emocionar com a medicina. "Ser médico é viver fortes e constantes emoções." Quando não está em seu consultório, está às voltas com os trabalhos cirúrgicos do Hospital Monte Sinai. No próximo biênio, acrescentará à rotina a atividade no Departamento de Terapia Minimamente Invasiva, da Sociedade Brasileira de Urologia. Mesmo com tantos compromissos, procura uma pausa para a diversão. "Leio, brinco com meu violão, assisto a bons filmes e shows e, sem dúvida, fotografo", conta. Para o futuro, entrega alguns projetos. "Aprender e atualizar sempre, mais exposições, e, quem sabe, algum livro? O tempo dirá."

Livro

"Gênesis", de Sebastião Salgado

Retrata a natureza, de forma extremamente poética, em preto e branco. Convida-nos à reflexão da nossa origem e de quão simples fomos criados

Escritor

Ruy Castro

Ajuda-nos a fugir da banalização do "modus-vivendi" dos nossos dias e a imergirmos em momentos de uma vida mais glamorosa, de um passado não muito distante

Filme

"A lista de Schindler", de Steven Spielberg

Exemplo de solidariedade humana!

Fotógrafo

Araquém Alcântara

Um tremendo brasileiro, uma das pessoas mais fantásticas que já conheci. Extremamente comprometido com a preservação das riquezas naturais do nosso país. Certa vez, embrenhados no Pantanal do Mato Grosso do Sul, entre um clique e outro, me disse: "Murilo, com certeza, este verde luminoso resistirá para educar futuras gerações". Espero que sim, mesmo diante do desgoverno do nosso Governo

Artista plástico

Gerson Guedes

Pinta uma saudosa Juiz de Fora, simples e bucólica, mas extremamente fascinante

Espaço cultural

Musée D'Orsay (Paris)

Antiga estação de trem, preservada e transformada em um dos mais encantadores museus já vistos

Vídeo na internet, disponível no Youtube

"WhileMyGuitarGentlyWeeps", de George Harrison

Interpretação de Tom Petty, Jeff Lynne, Steve Winwood, Dhani Harrison, com a incrível guitarra solo de Prince

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?