Publicidade

11 de Abril de 2014 - 07:00

Em 2013, banco concedeu R$ 1,19 bilhão em crédito na região, 15% a mais do que em 2012

Por Nathani Paiva

Compartilhar
 

A Caixa Econômica Federal pretende este ano elevar em 20% o volume aplicado em empréstimos habitacionais em Juiz de Fora e região. Em 2013, o montante foi de R$ 1,19 bilhão - obtendo crescimento de 15% no comparativo com o ano de 2012. O valor médio do imóvel financiado na região também apresentou aumento, de 32%, neste mesmo período. De acordo com a gerente regional da Caixa, Clara Lúcia Camargo Barbosa, os números referentes ao ano de 2013 superaram as estimativas da instituição financeira.

"As pessoas estão adquirindo imóveis de melhor qualidade", explicou a gerente regional. Quanto ao perfil dos compradores, ela diz que 65% preferem imóveis novos , 35% usados, e quase metade (45%) dos clientes são compradores entre 31 a 45 anos. Além disso, a maioria, segundo Clara, está investindo em casas e apartamentos de até R$ 145 mil, já que, neste valor, é possível enquadrar o imóvel no programa "Minha casa, minha vida" (faixa 2), por meio do qual o Governo federal oferece juros menores que os praticados, em média, no mercado. Também têm grande saída na região imóveis com preços entre R$ 300 mil e R$ 400 mil. Neste caso, os perfis mais comuns de público são jovens casais e investidores.

O gerente geral da Caixa em Juiz de Fora, Fernando Cesar Fernandes, diz que os imóveis comercializados na cidade estão mais caros e enumera alguns motivos para os bons resultados apresentados pela instituição financeira. "As condições de financiamento estão melhores, as taxa de juros reduzidas, além da simplificação operacional dos processos. Também estamos com a inadimplência controlada, pois a carteira de empréstimo é melhor", avalia.

Aumento do crédito

As receitas financeiras de crédito da Caixa Econômica Federal aumentaram 35,2% no Brasil em 2013. No âmbito do programa "Minha casa, minha vida", a CEF contratou R$ 49 bilhões ao longo do ano passado, totalizando 692 mil unidades habitacionais. A instituição não divulgou o número de contratos assinados em Juiz de Fora em 2013 e nem em que proporção eles foram enquadrados no "Minha casa, minha vida".

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está fazendo pesquisa de preços para controlar o orçamento?