Publicidade

19 de Março de 2014 - 21:45

Motoristas pagarão R$ 35,42 para irem de Juiz de Fora à Brasília a partir de abril de 2015

Por Gracielle Nocelli

Compartilhar
 

Ir de Juiz de Fora à Brasília custará R$ 35,42 aos motoristas que trafegarem pela BR-040 a partir de abril do ano que vem, quando o novo valor de pedágio, fixado em R$ 3,22, passará a ser cobrado em cada uma das onze praças que integram o trecho. A previsão foi dada nesta quarta-feira (19) pelo diretor presidente da Invepar, concessionária que assumirá a rodovia a partir do próximo dia 20 de abril, Túlio Abi-Saber. Segundo o executivo, para que o novo pedágio seja fixado, é necessário que 10% das obras de duplicação, o que corresponde a cerca de 56 quilômetros, estejam concluídas, conforme exigido em contrato. "Temos 18 meses para concluir a primeira etapa, mas esperamos fazê-lo em 12 meses."

Dentre os trechos que serão duplicados estão o de Luiziania (GO) até Paraopeba (MG), do entroncamento com a BR-365 (trevo Ouro Preto) até Barbacena e de Oliveira Fortes (MG) até Juiz de Fora. A ordem da duplicação, conforme Abi-Saber, acontecerá mediante a concessão das licenças ambientais necessárias para a realização das obras. A expectativa é que o trabalho seja iniciado nas proximidades de Goiás. "Esta área já foi mapeada e, por se tratar de terrenos planos com poucos cursos d'água, a aprovação deve ocorrer mais rapidamente."

A previsão é que até outubro a concessionária conclua os trabalhos para a operação da rodovia, o que engloba a instalação de bases com guinchos leves e pesados, ambulâncias e unidades móveis de atendimento, veículos para apreensão de animais, dentre outros. "Neste prazo queremos ter todos os equipamentos disponíveis para realizar atendimento rápido aos usuários." Até janeiro de 2015 serão realizados os trabalhos iniciais, que incluem conservação e limpeza, recuperação de sinalização, iluminação e drenagem e arrumação de buracos. "É o trabalho básico para deixar a rodovia em boas condições."

O executivo garante que o trecho de Juiz de Fora até Belo Horizonte ganhará "atenção especial" da companhia. "Sabemos que nos últimos anos este percurso sofreu grande degradação. Trabalharemos de forma mais profunda, recuperando a estrutura deste trecho para garantir mais segurança." Em setembro do ano passado, a reportagem da Tribuna percorreu o caminho, considerado o mais crítico pelos usuários e com alarmantes estatísticas: sete acidentes por dia, e aproximadamente, seis mortos por mês.

Investimentos

O contrato de concessão da Invepar tem duração de 30 anos. Durante o período serão investidos R$ 7,92 bilhões. No primeiro ano de atuação, a empresa estima contatar seis mil funcionários, sendo mil para atuar nas praças de pedágio e nas bases operacionais e os demais nas obras de duplicação.

No total dos 936,8 quilômetros que ligam Juiz de Fora à Brasilia, a Invepar irá instalar mil câmeras de monitoramento, 21 unidades de resgate e oito Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) móveis. "Também teremos um posto da Polícia Rodoviária Federal dentro do nosso centro de controle."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com a retirada das pinturas de Lucio Rodrigues dos pontos de ônibus?