Publicidade

28 de Maio de 2014 - 07:00

Lojas da cidade esperam aumento de até 40% nas vendas; aparelhos acima de 40 polegadas são principal alvo dos juiz-foranos

Por Tribuna

Compartilhar
 
Mundial deve elevar em R$ 826 milhões receita de lojas de artigos de uso pessoal e doméstico
Mundial deve elevar em R$ 826 milhões receita de lojas de artigos de uso pessoal e doméstico

A Copa do Mundo no Brasil está movimentando o setor de eletrônicos em todo o país. De janeiro a abril deste ano, a venda de fabricantes de televisores para o comércio do varejo aumentou 45% em relação ao período do ano passado, conforme dados da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros). A procura dos consumidores pelo produto nas lojas também cresceu, e as grandes redes tiveram aumento de até 40% nas vendas no primeiro quadrimestre do ano. Em Juiz de Fora, o ritmo está acelerado desde o Dia das Mães. Segundo lojistas, a preferência dos juiz-foranos tem sido por aparelhos grandes, acima de 40 polegadas, e tela fina.

Faltando quinze dias para o início do mundial, a Eletrosom espera ampliar ainda mais as vendas, que já cresceram 40% em 2014. "A procura ocorre também durante os jogos", garante o gerente Jaderson de Jesus Martins. O otimismo, segundo ele, se deve ao fato da competição ocorrer no Brasil e, também, pela realidade do próprio mercado. "Está havendo uma queda nos preços das televisões. Há aparelhos com valor 20% mais barato, o que incentiva a compra."

Na loja da Ricardo Eletro, o gerente Fábio Botelli Fagundes conta que o último fim de semana bateu recorde de vendas. "Registramos crescimento de 34%, e esperamos repetir no próximo sábado." Ele diz que, além de televisores, a venda de home theaters também aumentou. "As pessoas estão realmente se preparando para acompanhar os jogos da copa." De acordo com a assessoria da rede, a venda de TVs teve incremento de 38% até o momento, e os aparelhos de 42 polegadas são os mais procurados.

Para atender à demanda, Casas Bahia e Ponto Frio ampliaram o estoque de televisores em 21% com relação a 2013. A expectativa, segundo a assessoria de ambas as redes, é que a Copa represente incremento de 30% na venda dos aparelhos.

 

Crescimento setorial

Na avaliação do presidente do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), Emerson Beloti, a Copa do Mundo poderá trazer fôlego para alguns setores do varejo. "Os setores de eletrônicos, artigos de decoração e esportivos com certeza irão crescer", explica. "Mas outros setores do comércio não receberão este incremento por causa da Copa." A expectativa da Confederação Nacional do Comércio (CNC) é que o mundial eleve em R$ 826 milhões a receita das lojas especializadas em artigos de uso pessoal e doméstico entre maio e julho deste ano.

 

Comércio eletrônico

As vendas on-line de televisores também aumentaram. Em abril, a procura por projetores de alta definição no site Staples cresceu dez vezes em comparação com o primeiro trimestre do ano. Pesquisa do site Zoom, comparador de preços, apontou que no mesmo mês a procura por televisores de 47 polegadas aumentou 360% ante a março.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprovou a seleção convocada por Dunga?