Publicidade

17 de Maio de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

O preço dos combustíveis não deve subir em função da realização da Copa do Mundo no país. Esta é a avaliação do presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais (Minaspetro), Carlos Guimarães Júnior. Na sua opinião, o Mundial não provocará aumento de demanda que justifique revisão dos valores praticados nas bombas mineiras. O torneio começa em 26 dias.

O presidente esteve em Juiz de Fora ontem para participar do 10º Ciclo de Congressos Regionais Minaspetro, realizado pela entidade. Juiz de Fora foi a terceira cidade a sediar o evento, que reuniu donos de postos de abastecimento em torno de discussões sobre as novas regulamentações do setor de combustíveis, orientações de gerenciamento do negócio e conquista de clientes, além de novidades sobre o segmento em equipamentos e serviços.

Mesmo sem citar números, Carlos comenta que o segmento é um dos principais arrecadadores de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do estado e, por isso, um dos mais fiscalizados.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?