Publicidade

10 de Abril de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Brasília (ABr) - Em queda pelo quarto dia útil seguido, o dólar fechou ontem abaixo de R$ 2,20 pela primeira vez em quase seis meses. O dólar comercial foi vendido ao final do dia a R$ 2,1975, no menor valor desde 30 de outubro do ano passado, quando a cotação havia atingido R$ 2,192.

A cotação caiu 0,25% ontem, depois de oscilar o dia inteiro perto da estabilidade. Na mínima do dia, por volta das 15h, o dólar chegou a ser vendido a R$ 2,1917. A divisa acumula queda de 6,4% nos últimos 30 dias e de 8,1% no ano.

A queda ocorre uma semana depois de o Banco Central brasileiro ter aumentado a taxa Selic, juros básicos da economia, para 11% ao ano. Juros mais altos favorecem a entrada de capital financeiro do exterior porque tornam as taxas brasileiras mais atrativas em relação às das economias avançadas.

Também contribuiu para a queda do dólar o fato de a taxa de desemprego nos Estados Unidos ter se mantido em 6,7% em março, acima das expectativas das instituições financeiras. A resistência do desemprego em cair indica que o Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, deve manter os juros próximos de zero por mais tempo que o esperado.

No mês passado, o Fed havia indicado que poderia aumentar os juros da maior economia do planeta a partir de 2015.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?