Publicidade

08 de Janeiro de 2014 - 07:00

Para 2014, estão programados 11 eventos, dois a menos que todo o ano de 2013. Expectativa da Codemig é aumentar este número

Por Fabíola Costa

Compartilhar
 

Prestes a completar oito anos de operação, o Centro Regional de Convenções e Exposições da Zona da Mata - Expominas - tem 11 eventos programados para 2014. O número representa menos da metade (42%) da agenda inicialmente prevista para o Expominas de Belo Horizonte: 26. A expectativa da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), administradora do espaço, no entanto, é avançar na captação e aumentar em pelo menos 5% a ocupação verificada em Juiz de Fora no ano passado: 13 eventos. Em 2013, foram 44 promoções no núcleo da capital, conforme informações também da Companhia Mineira de Promoções (Prominas), órgão do Governo mineiro que visa ao desenvolvimento do turismo de negócios no estado.

"Para 2014, são boas as perspectivas para a unidade de Juiz de Fora, com vários eventos em processo de negociação, entre os quais cinco feiras - todas previstas para o segundo semestre", afirmou a Codemig, por meio de sua assessoria. Além do tradicional Congresso Nacional de Laticínios, realizado pela Epamig, há duas feiras previstas na área industrial, uma de alimentos e outra comercial. Conforme a Codemig, ao longo do ano, o espaço receberá um congresso de engenharia e um evento religioso. Também estão agendadas quatro formaturas. "Com esses 11 eventos programados e outros que certamente serão captados ao longo do ano, há uma perspectiva de crescimento de, pelo menos, 5% em relação a 2013."

No ano passado, a comunidade juiz-forana trabalhou com a expectativa de que a nomeação de um gestor local para o Expominas pudesse otimizar a captação de eventos e reverter o cenário de subutilização. Em junho, a Codemig incorporou o presidente da Associação Comercial, Aloísio Vasconcelos, como agente comercial e afirmou que não pretende descentralizar a administração do núcleo. Aloísio foi procurado pela Tribuna, mas disse que não poderia falar sobre os projetos para o espaço em 2014.

Oficialmente, a Codemig afirma que o fomento à atividade de centros de feiras e exposição em cidades polo do estado, como Juiz de Fora, condiz com a política governamental de promover a internacionalização do estado e de "posicionar Minas Gerais como importante destino de turismo de negócios, aproveitando as vocações e ampliando as potencialidades de cada região". O posicionamento é que as unidades do Expominas em Juiz de Fora, Belo Horizonte, Teófilo Otoni, Araxá e São João del-Rei (em implantação) "concorrem para que o setor turístico em Minas continue a ser um grande negócio, que gera renda, trabalho e bem-estar social".

O projeto

Fruto de R$ 47,6 milhões em investimentos, o Expominas Juiz de Fora, inicialmente chamado de Conex, foi inaugurado em 2006. As obras tiveram início em 2002. Durante muitos anos, a falta de sinal de telefonia celular foi considerada um entrave para a otimização da agenda. Com o problema superado, nos bastidores, a localização às margens da BR-040, na altura do km 790, é considerada um empecilho para a maior utilização. Para a Codemig, no entanto, a localização é "privilegiada", como consta na descrição do empreendimento disponível no site da companhia. O espaço multiuso, com infraestrutura para receber exposições, feiras, congressos e convenções, reúne 15 mil metros quadrados destinados a realização de eventos. A estrutura permite comportar até 13 mil pessoas, possibilitando a promoção de até seis eventos simultaneamente.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?