Publicidade

24 de Abril de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A indústria da Zona da Mata ainda não deu sinais claros de recuperação. Pelo menos esta foi a constatação da Pesquisa Indicadores Industriais, elaborada pela Gerência de Estudos Econômicos da Fiemg, em conjunto com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A análise refere-se a fevereiro.

A avaliação é que, apesar do aumento verificado no faturamento (20,48%) e nas horas trabalhadas (9,58%), o emprego apresentou queda de 5,25%, assim como a massa salarial real, cuja retração chegou a 19,88%. Em todos os casos, considera-se a comparação com fevereiro de 2013.

O aumento do faturamento é atribuído ao crescimento de vendas para o mercado interno. Na pesquisa, foi destacado o desempenho dos setores alimentício e produtos têxteis, além de celulose, papel e produtos de papel, cuja alta no faturamento chegou, respectivamente, a 9,62%, 22,89% e 2,72%.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?