Publicidade

14 de Fevereiro de 2014 - 07:00

Recurso é destinado à realização de 12 projetos elaborados pelo Escritório de Gerenciamento da UFJF

Por Tribuna

Compartilhar
 
Rede projeta alta de 30% nos negócios este ano
Rede projeta alta de 30% nos negócios este ano

Mais de R$ 2,5 milhões serão destinados ao desenvolvimento econômico e cultural de municípios da Zona da Mata e Vale do Rio Doce. O recurso foi captado por meio de editais de financiamento e emendas parlamentares para a realização de doze projetos elaborados pelo Escritório de Gerenciamento de Projetos da Universidade Federal de Juiz de Fora (EGP-UFJF) que entram em fase de execução este ano. No âmbito econômico estão previstas atividades de fomento à agricultura familiar, capacitação de produtores rurais e o diagnóstico de demandas e oportunidades da região de Governador Valadares, onde há expectativa que seja criado o Núcleo de Pesquisas Regionais Aplicadas da UFJF.

Boa parte do recurso, quase R$ 750 mil, foi captada com a aprovação do projeto "Formação de agentes populares de educação ambiental na agricultura familiar e implementação de projetos comunitários de educação ambiental" pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA). Previsto para começar em maio, o projeto irá beneficiar comunidades rurais de Argirita, Belmiro Braga, Guarará, Maripá de Minas, Santo Antônio do Aventureiro, Senador Cortes e Visconde do Rio Branco, oferecendo capacitação como agente ambiental para 150 jovens, entre 18 e 29 anos, que atuam na agricultura familiar. O projeto terá duração de dois anos, e está sendo desenvolvido em parceria com pesquisadores da UFJF.

Outra ação destinada à capacitação é o "Mãos à massa". A analista do projeto, Aline Nery, explica que o trabalho será desenvolvido no assentamento Olga Benário, primeira área de reforma agrária do município de Visconde do Rio Branco. "As mulheres que estão lá trabalham na produção artesanal de pães utilizando insumos que são cultivados naquela terra. A nossa proposta é melhorar o processo de panificação para que ele possa ser ampliado e gere mais renda." O total de R$ 300 mil, oriundos de emenda parlamentar, serão utilizados para o desenvolvimento do projeto.

Na semana que vem acontece a primeira reunião da fase de execução do estudo "Mapeamento de desenvolvimento socioeconômico da região de Governador Valadares", conforme adianta o gerente de projeto André Suriane da Silva. Segundo ele, a proposta do projeto é traçar o perfil social, econômico e produtivo da região, fornecendo informações sobre potenciais e desafios econômicos. "Percebemos que a localidade possui pouco material neste sentido. Ao final do trabalho, em janeiro de 2015, criaremos uma publicação com as informações coletadas." A ideia, diz André, é que após o término do projeto seja implantado o Núcleo de Pesquisas Regionais Aplicadas da UFJF, que será responsável pela continuidade dos estudos. Para a realização do diagnóstico, o EGP garantiu R$ 350 mil em verbas, por meio de emenda parlamentar.

Cultura

O restante do recurso captado será destinado à realização de trabalhos socioculturais com crianças e adolescentes que participam de atividades nas organizações Casa da Criança, Axé Criança e do Centro de Assistência Multidisciplinar para Crianças e Adolescentes com Dificuldade de Aprendizagem. Também está previsto o projeto "Consolidação normativa", que pretende viabilizar ao público da UFJF uma compilação dos atos normativos da instituição.

Segundo o EGP, a localidades beneficiadas foram definidas de acordo com as áreas de influência da UFJF em Minas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você leva em consideração a escolaridade do candidato na hora de votar?