Publicidade

07 de Maio de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

A Mercedes-Benz decidiu ampliar as medidas para "conter" a produção na fábrica de caminhões localizada em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. A partir de segunda-feira, 12 de maio, 700 funcionários entrarão em licença remunerada por período indeterminado. Desta forma, a linha de montagem irá operar em apenas um turno, conforme informações da Agência Estado. Desde o final de fevereiro, dois mil trabalhadores que atuam na unidade tiveram a semana de trabalho reduzida, de cinco para quatro dias.

Também no dia 12 de maio é esperado o retorno dos 450 funcionários da linha de produção da fábrica da Mercedes-Benz em Juiz de Fora, que estão em férias coletivas desde o dia 22 de abril, pelo mesmo motivo. A proposta de reduzir a produção de veículos é reflexo da retração vivida pelo setor, que passa por período de acomodação no consumo interno e queda nas exportações para Argentina, um dos principais mercados consumidores. Em entrevista à Tribuna no final de março, a empresa comunicou por meio de sua assessoria que, se fosse preciso, as medidas para conter a produção de caminhões poderiam ser ampliadas.

Queda

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o setor de veículos automotores registrou queda de preços de 0,15% na porta de fábrica em março. Na composição do setor, caminhões e tratores registraram redução de valores - já os automóveis pressionaram os preços no mês.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?