Publicidade

24 de Abril de 2014 - 06:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Brasília (ABr) - O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) anunciou ontem a criação de um sistema informatizado de fiscalização do pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Por meio do sistema, os auditores fiscais poderão verificar dívidas de empresas. O sistema já está funcionando em Minas Gerais. O ministério estima que entre 7% e 8% dos valores a serem pagos pelo FGTS sejam sonegados. Com a novidade, espera-se que haja aumento de cerca de 200% na recuperação das dívidas.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você aprova o retorno de Dunga para o comando da Seleção Brasileira?