Publicidade

12 de Junho de 2014 - 15:47

Mesmo diante da coincidência da data com a abertura da Copa do Mundo, casais não deixaram a comemoração de lado

Por Tribuna

Compartilhar
 
Guilherme reservou flores da namorada com antecedência
Guilherme reservou flores da namorada com antecedência
Niely escolheu tênis na última hora
Niely escolheu tênis na última hora
Samuel pagou presente à vista
Samuel pagou presente à vista

Os juiz-foranos foram às ruas nesta quinta-feira (12) para garantir o presente do Dia dos Namorados. Em ano atípico, em que a data coincide com a abertura da Copa do Mundo, quem deixou as compras para a última hora teve que ir às ruas pela manhã e início da tarde, pois boa parte do comércio teria as atividades paralisadas por conta da estreia do Brasil no mundial. Levantamento feito pela Tribuna, na semana passada, mostrou que das 44 lojas localizadas no Calçadão da Halfeld, apenas três funcionariam normalmente nesta quinta-feira.

Preocupado em garantir o presente da namorada, o estudante Guilherme Braga, 19 anos, reservou o pedido na floricultura. "Liguei para loja três dias antes. Acredito que flores combinam com a data, e ela irá gostar." Segundo ele, em ano de Copa, a comemoração do Dia dos Namorados não foi deixada de lado, pelo contrário, foi ampliada. "Comemoramos no dia 11 e, também, vamos curtir o dia 12 juntos, inclusive vendo o jogo da seleção."

A falta de tempo fez com que o vendedor Samuel Crisóstomo, 22 anos, também só fosse às compras nesta quinta. "Para facilitar a escolha, perguntei à ela o que gostaria de ganhar." Ele está entre os 59,8% de consumidores juiz-foranos que, conforme levantamento do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), iriam pagar o presente da data à vista. Já a atendente Niely Cristina Inocêncio, 20 anos, disse que não planejou o orçamento para a data. "Não foi nada planejado, até a compra está sendo feita de última hora." Por conta disso, ela optou levar o tênis para o namorado no cartão de crédito.

 

Lojistas

A demanda de consumidores nesta quinta surpreendeu os lojistas da cidade. Apesar do Dia dos Namorados ser uma data expressiva para o setor, a coincidência com a Copa do Mundo não trouxe muito otimismo. A subgerente da loja de calçados Humanitarian, Nadilaine Najla, diz que as expectativas não eram tão boas. "Tínhamos dúvidas se conseguiríamos alcançar o mesmo resultado do ano passado. Trabalhamos muito para isso, e agora nos surpreendemos com os clientes de última hora", diz. "Acredito que conseguiremos bater a mesma meta.

Na Boticário, a gerente Carla Souza Almeida espera crescimento de 15% nas vendas. "Para o nosso segmento, a Copa não atrapalhou. A loja tem recebido muitas pessoas nos últimos dias." Já na floricultura Dois Amores, o gerente Jose Sérgio conta que houve movimento contrário. "A loja ficou cheia, mas nada perto do que ocorre em anos anteriores. Este ano, as pessoas estão com outro foco." Para ele, as vendas devem ser inferiores às de 2013.

A projeção do Sindicomércio-JF é de que o setor tenha crescimento de 5% nos negócios, em relação ao ano passado.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?