Publicidade

05 de Fevereiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Apesar de mais um dia de negociações, ainda não foi dessa vez que houve solução para o impasse entre cegonheiros e Mercedes-Benz. A montadora, por meio de sua assessoria, afirmou ontem, após nova reunião com o movimento grevista, que está perto de um desfecho, caminhando para entendimento entre as partes envolvidas. Na falta de acordo, porém, novas rodadas de negociação acontecem durante a semana. A greve dos motoristas, que completou 20 dias na cidade, compromete o escoamento da produção em Juiz de Fora. O motivo do protesto seria a possível transferência de operações logísticas relacionadas a Sprinter e importados, hoje realizadas pelos caminhoneiros na unidade de Juiz de Fora, para Iracemápolis, em São Paulo, onde a montadora ergue uma fábrica de automóveis. No último sábado, foi preciso ordem judicial para garantir a desobstrução das entradas e saídas da montadora na cidade, fechadas por cegonheiras. Os manifestantes concordaram em permitir a retirada de caminhões para entrega aos clientes, mas mantiveram o movimento.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?