Publicidade

09 de Maio de 2014 - 07:00

Settra apresentou detalhes de sistema que possibilitará ao usuário saber, por meio de smartphones ou internet, o tempo previsto para a chegada dos veículos nos pontos de JF

Por Eduardo Valente

Compartilhar
 
Secretário mostra tela que será instalada em pontos de ônibus na área Central da cidade
Secretário mostra tela que será instalada em pontos de ônibus na área Central da cidade
Aplicativo também mostrará ao usuário o tempo que ônibus demorarão par chegar aos pontos
Aplicativo também mostrará ao usuário o tempo que ônibus demorarão par chegar aos pontos
Evento discute soluções para transporte
Evento discute soluções para transporte

A Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) apresentou nesta quinta-feira (8) detalhes do sistema que permitirá que, a partir do fim do mês de junho, os usuários do transporte coletivo urbano de Juiz de Fora tenham acesso a informações em tempo real sobre as linhas que operam em seu bairro, sabendo o tempo restante para a chegada dos ônibus nos pontos de ônibus. O acesso a este recurso, que já funciona em caráter de teste, será disponibilizado em três plataformas distintas: computadores, smartphones ou painéis eletrônicos, a serem instalados, inicialmente, nos pontos das avenidas Rio Branco e Getúlio Vargas. Para que o sistema funcione, as empresas de ônibus da cidade estão finalizando a instalação de dispositivos de monitoramento via satélite, conhecidos como GPS, em sua frota. Por meio dele, a Settra também terá acesso a um maior controle de cada coletivo em circulação na cidade, com a possibilidade de saber, em tempo real, onde eles estão. A expectativa é que o uso da tecnologia resulte na otimização do sistema e na redução de abusos, como itinerários não cumpridos e atrasos de motoristas em pontos finais, que são reclamações corriqueiras dos usuários. A apresentação do sistema, conhecido como Cittabus, ocorreu nesta quinta, na sede da Settra, durante o primeiro dia de discussões do 59º Fórum Mineiro de Gerenciados de Transporte e Trânsito, que reúne especialistas e autoridades de municípios dos estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.

De acordo com o secretário de Transporte e Trânsito, Rodrigo Tortoriello, mais de 90% da frota de ônibus do município está com o GPS instalado e o sistema de monitoramento funcionando, já sendo acompanhado por técnicos da pasta. Ele explicou que esta atividade, inclusive, já resulta em alterações pontuais no sistema de transporte público, como sugestões de mudanças no quadro de horário. "Nossa previsão é disponibilizar a versão para o usuário até o fim do mês de junho. Apenas os paineis deverão demorar um pouco mais, por ser necessário tempo de instalação dos equipamentos. Mas esperamos que isso ocorra entre agosto e setembro."

Nesta quinta, um modelo deste painel funcionava na sede da Settra, para demonstração. As informações apareciam na tela de forma semelhante à disponível em terminais rodoviários e aeroportos. Ou seja, em cada ponto é mostrado as linhas que ali operam e qual o tempo previsto para a chegada do próximo ônibus. Na apresentação durante o fórum, representantes da empresa que desenvolveu a tecnologia, a Cittati, informaram que esta estimativa tem uma margem de erro de um minuto, para mais ou para menos. Conforme o representante Igor Mosseri, isso é possível devido à utilização de algumas variáveis, como o histórico daquela linha em determinado horário e informações coletadas pelos ônibus que o antecederam na chegada aos pontos. "Também mudamos a previsão em caso de acidente. Como os empresários e o gerenciador podem visualizar o itinerário em tempo real, é possível notar alterações atípicas, como na velocidade média no percurso." O itinerário dos ônibus não ficará disponível para o usuário.

No smartphone e por meio de um site na internet, o usuário poderá identificar onde estão os mais de cinco mil pontos de ônibus de Juiz de Fora, saber quais linhas operam em cada uma delas e ainda visualizar uma foto do local. "Ninguém gosta de esperar pelo coletivo. Saber o tempo que demora até ele chegar resultará em vários benefícios, como uma ida ao supermercado ou ao caixa eletrônico do banco", disse Igor, durante a apresentação, acrescentando que, mais adiante, os aplicativos - que serão disponibilizados gratuitamente para as plataformas Android e IOs -, darão a possibilidade de comunicação entre o cidadão e os gestores, com o envio de críticas, sugestões ou elogios.

Para Tortoriello, o uso do GPS é só uma parte da implantação do Sistema Inteligente de Transporte (ITS, na sigla em inglês). Além de reconhecer os tempos e os itinerários, o uso da tecnologia possibilitará um maior controle na gestão do trânsito no município, com a possibilidade não só de melhorar a informação ao usuário, mas também controlar e planejar o tráfego.

 

Fórum

A abertura do 59º Fórum Mineiro de Gerenciados de Transporte e Trânsito ocorreu na manhã desta quinta, com a participação de diversas autoridades, inclusive do prefeito Bruno Siqueira. Ao longo da tarde, uma série de debates foi desenvolvida. Antes, no entanto, Tortoriello foi escolhido como presidente do fórum. Com o novo posto, caberá a ele representar o estado em discussões em nível nacional, além de se aproximar de órgãos políticos, como o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e o Ministério das Cidades. Sobre o evento, que se encerra nesta sexta, ele avaliou como importante para debater e trocar experiências com gestores e especialistas de municípios de pequeno e médio porte. Até o fim do evento, na tarde desta sexta, deverão ser discutidos temas como "A cidadania e a mobilidade", "O legado para a mobilidade mineira a partir das manifestações populares que ocorreram em 2013" e "O sistema Bus Rapid Transit (BRT) nas cidades de pequeno e médio porte".

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você está evitando contrair dívidas maiores em função da situação econômica do país?