Publicidade

01 de Abril de 2014 - 07:00

Apesar do preço alto, previsão do setor é vender até 30% mais este ano, na comparação com 2013

Por Tribuna

Compartilhar
 
Previsão é de que as vendas aumentem até 30%
Previsão é de que as vendas aumentem até 30%

Sabor doce, preço salgado. Esse pode ser o saldo dos tradicionais ovos de Páscoa este ano para os juiz-foranos. No comparativo com os preços de 2013, os consumidores devem pagar até 20% mais caro pelos produtos, que já estão colorindo as gôndolas dos supermercados da cidade. Uma das justificativas para o aumento é a profusão de brindes que, cada vez mais, vêm acompanhando os chocolates. Também tem culpa, segundo o comércio, a inflação do cacau. Apesar do acréscimo, porém, a previsão é que as vendas nos supermercados aumentem até 30%.

O diretor da Rede Super Mais, Alceu Sales, ressalta que os ovos de Páscoa estão cada vez mais incrementados e com mais novidades. Por isso, os produtos encareceram, em média, 20% em relação ao ano passado. "Antes, o brinde era pequeno, e colocado dentro do ovo. Mas, agora, estão inovando e aumentando o tamanho dos brinquedos. Também existem novidades em termos de formato, como os ovos em forma de mousses".

Na rede de supermercados Bahamas é esperado um grande volume nas vendas. De acordo com o gerente de marketing, Nelson Júnior, os ovos de Páscoa de número 15 são os mais comprados. Atualmente, o da marca Garoto está saindo a R$ 25,99 - de 5% a 8% mais caro que o visto na tabela de 2013. Entre as novidades que chamam a atenção dos consumidores estão os ovos com fone de ouvido. Estes estão sendo vendidos a R$ 46,89 a unidade. "O cliente já está avaliando qual produto sai mais em conta", diz.

O gerente de marketing também destacou que a data da Páscoa, que neste ano, será comemorada no dia 20 de abril, irá ajudar a alavancar as vendas. "Financeiramente, a situação vai ser melhor que 2013. Os consumidores terão recebido seus salários e outros estarão adquirindo adiantamentos. O sábado, que antecede a data, ainda é o dia mais movimentado, mas como teremos um feriado depois da Páscoa, esperamos que os clientes adiantem suas compras, e não deixem para a última hora."

No Villefort Atacadista a expectativa é que as vendas cresçam 30%. O público infantil continua sendo o principal alvo da indústria, conforme o coordenador de marketing, Paulo Roberto Alves. Para ele, a diferença dos brindes deste ano são os brinquedos interativos e a influência da Copa do Mundo. O aumento no preço do cacau ainda é, porém, o principal vilão da Páscoa deste ano, na visão de Paulo Roberto.

 

Regional

Para o vice-presidente regional da Associação Mineira de Supermercados (Amis) em Juiz de Fora, Álvaro Pereira Lage Filho, o aumento dos preços dos ovos de Páscoa é apenas uma reposição da inflação. Em todo o estado é esperado, em média, um crescimento de 6% nas vendas, sobre a mesma sazonalidade de 2013. "Os supermercados estão fazendo um trabalho de antecipação das vendas. Essa data se firmou no calendário do comércio. Por isso, a indústria está sendo criativa e incentivando o consumo", avalia.

 

Puro chocolate

Nos supermercado Sales, a aposta é somente em chocolates em barra e bombons. Há três anos, a rede não vende ovos de Páscoa - que vinham tendo pouca saída. No Bahamas, o investimento nesses tipos de produtos também é alto - mais de 450 mil caixas de bombons estão distribuídas nas prateleiras dos supermercados da cidade. Entretanto, segundo Nelson Júnior, a preferência ainda são os chocolates em formatos de ovos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você escolhe seu candidato através de: