Publicidade

15 de Fevereiro de 2014 - 07:00

Por Tribuna

Compartilhar
 

Os motoristas e cobradores juiz-foranos não aceitaram a proposta de reajuste salarial oferecida pela Astransp, conforme decisão tomada durante assembleia realizada ontem. A classe patronal propõe reajuste salarial de 6% e aumento do tíquete alimentação de R$ 220 para R$ 240. Uma nova reunião com intermediação do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) foi agendada para a próxima terça-feira, na sede do órgão. Apesar da rejeição da categoria à proposta, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sinttro), Adilson Rezende, acredita que as negociações serão mais fáceis este ano. "A oferta foi razoável, entendemos que pode ser melhorada. Se continuarmos nesse ritmo, com conversas diretas e abertas, estaremos perto de fechar acordo."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?