Publicidade

18 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por PEDRO BRASIL

Compartilhar
 

Um veículo particular que realizava transporte clandestino de passageiros foi apreendido no Bairro Poço Rico na última quinta-feira. A ação foi realizada pela Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) e Policia Militar. O carro foi guinchado. Para resgatá-lo, o condutor terá que pagar multa no valor de R$ 2.547,70. Ele também deverá comparecer à Settra para regularizar a situação, além de perder quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação e pagar outra multa de R$ 85,13 ao Estado. Além do prejuízo financeiro, o motorista que realizar esse tipo de ação ainda pode sofrer consequências judiciais. "É uma punição semelhante, por exemplo, à pessoa que exerce a medicina sem ter formação médica comprovada", destacou o supervisor de Fiscalização de Transporte e Trânsito da Settra, Eduardo Colleta.

A apreensão dessa semana, a primeira do ano, chama atenção para uma forma irregular de transporte que preocupa a Prefeitura. Segundo informações da Settra, no ano passado, nove veículos foram apreendidos nessa situação. "Não é tão simples a caracterização da ação, já que os condutores alegam que estão apenas dando carona, sem cobrar pelo serviço, apesar de, muitas vezes, termos imagens que provem o contrário. Nós estamos aumentando constantemente as abordagens e precisamos da ajuda da população para conter essa atividade. Não podemos confiar o transporte de passageiros a condutores sem a formação adequada e veículos sem vistoria, sem condições de segurança comprovadas", afirmou Colleta. O telefone para denúncias de transporte irregular é o 3690-7621.

Pontos recorrentes

Ainda conforme o supervisor de fiscalização da Settra, Eduardo Colleta, existem alguns pontos em que esse tipo de irregularidade é mais comum em Juiz de Fora. "Nas saídas dos supermercados, tradicionalmente nós vemos mais pessoas cometendo essa ação. Nos pontos de ônibus com alta circulação de pessoas, como os da Cidade Alta, também percebemos a ação desses condutores irregulares."

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da liberação da maconha para uso medicinal?