Publicidade

04 de Fevereiro de 2014 - 07:00

Janeiro mais quente dos últimos 30 anos impulsiona resultados do setor; diante de 2013, alta é de 20%

Por Tribuna

Compartilhar
 
Expectativa do setor é de que negócios continuem em alta em fevereiro
Expectativa do setor é de que negócios continuem em alta em fevereiro

As altas temperaturas registradas em Juiz de Fora impulsionaram as vendas de água mineral. O setor contabilizou aumento de até 60% em janeiro, e a expectativa é que o ritmo continue acelerado durante o mês de fevereiro. Na comparação com 2013, o primeiro mês deste ano apresentou demanda até 20% maior. Os resultados seguem a tendência nacional. De acordo com a Associação Brasileira de Indústria de Água Mineral (Abinam), o setor cresce acima de 10% há cinco anos e tem no verão o melhor momento de vendas.

No caso de Juiz de Fora, há pelo menos 30 anos a cidade não registra um mês de janeiro com calor tão intenso. Levantamento realizado nos arquivos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a partir de 2001, mostra que o primeiro mês de 2014 teve 18 dias com temperaturas acima dos 30 graus. Em 2013, este patamar de calor só foi observado em três dias, enquanto, em 2012, não houve nenhum registro. Desde 2001, o maior número de dias com calor acima de 30 graus em janeiro ocorreu nos anos de 2010 e 2011, com quatro registros cada.

Na distribuidora Água e Cia, o proprietário Mauro Pedroso diz que a alta nas vendas teve início em dezembro. "É sempre assim, começou o calor a demanda aumenta. O nosso setor vive essa sazonalidade." Apesar de já esperar pelo crescimento das vendas no período, o empresário garante que os resultados estão superiores ao ano anterior. "Houve aumento de 20% com relação a janeiro de 2013. Se compararmos este mês com o período em que não é verão, a alta chega a 60%." Por dia, o estabelecimento comercializa, aproximadamente, 170 galões de água mineral.

No Armazém da Água Mineral, além dos galões, o proprietário Ruan Pires diz que também houve aumento na procura por garrafas descartáveis. "Além da entrega em domicílio, também vendemos no varejo. Com este calor, as embalagens menores também têm grande saída." Segundo ele, a expectativa é que as vendas de água mineral continuem em alta este mês. "Esperamos fechar o período com crescimento de 30%." Já a Dramil Distribuidora verificou aumento de 20% das vendas no período entre novembro e janeiro. Segundo informações da empresa, a estimativa é que o percentual seja mantido até o final da estação.

Dados da Abinam mostram que o setor de água mineral vendeu, aproximadamente, 11 bilhões de litros no ano passado, o que representa crescimento de 14,5% em relação a 2012. Segundo o presidente da entidade, Carlos Alberto Lancia, a expectativa é alcançar 20% de aumento em 2014.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?