Publicidade

19 de Março de 2014 - 07:00

Governo do estado e Vivo assinaram acordo na semana passada; mais de sete mil juiz-foranos devem ser beneficiados

Por Tribuna

Compartilhar
 

Os distritos que formam a Zona Rural de Juiz de Fora - Torreões, Sarandira e Rosário de Minas - devem ganhar sinal de telefonia e internet móvel com a tecnologia 3G nos próximos dois anos. Os três estão entre os 692 distritos, de 359 municípios mineiros (Censo IBGE 2010), contemplados na segunda etapa do programa de "Universalização do acesso aos serviços de telecomunicações do estado de Minas Gerais (Minas Comunica II), assinado na última sexta-feira entre o Governo do estado e a Telefônica/Vivo, que injetará R$ 112,4 milhões para a ampliação do serviço. A iniciativa vai beneficiar cerca de 1,17 milhão de pessoas e, em Juiz de Fora, segundo o edital do programa, serão mais de sete mil.

Até o final do ano, a Vivo pretende garantir o serviço para metade dos distritos, escalonando a implantação a cada três meses. Entre abril e junho, 104 distritos receberão o sistema, entre julho e setembro outros 138 e, de outubro a dezembro, outros 104, totalizando 346 distritos. A Vivo tem até março de 2016 para finalizar o processo de implantação. A assessoria de comunicação da operadora não informou em qual etapa os distritos juiz-foranos estão inseridos.

O presidente da Comissão de Telefonia da Câmara Municipal, o vereador Noraldino Júnior (PSC), adiantou que, na próxima semana, acontecerá em Belo Horizonte uma reunião ao Governo do estado para solicitar que os distritos locais sejam inseridos na relação deste ano. "É o primeiro retorno alcançado pela comissão, que no final do ano passado se reuniu com representantes de todas as operadoras em atividade na cidade para verificar a possibilidade de ampliação do sinal nestas regiões. Para as operadoras, instalar todos os equipamentos em localidades inviáveis economicamente é muito caro - entre R$ 400 mil e R$ 500 mil - mas a ajuda do Governo, que irá implantar as antenas, vai permitir que outras, além da Vivo, possam explorar a estrutura", explica.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Geração de Emprego e Renda, André Zuchi, a medida vai permitir que estas localidades passem a ter a infraestrutura necessária e competitiva para a criação de novos negócios. "Melhorar a qualidade na comunicação destas pessoas, antes isoladas, garantirá o desenvolvimento pessoal e profissional, facilitando a vida e a rotina de cada uma delas. É uma ferramenta fundamental", destaca.

Além de fomentar novos negócios, os distritos poderão ter acesso à internet, melhorando o acesso nas escolas. O presidente da Telefônica/Vivo, Antonio Carlos Valente, espera que a operadora possa contribuir na adoção de novas técnicas de aprendizado, permitindo que crianças da área rural tenham as mesmas possibilidades daquelas que vivem nas áreas urbanas. "Estamos trabalhando para que este projeto seja integral, que a conectividade não seja o único passo a ser dado", aguarda.

 

Na região

Distritos de outros 22 municípios da região também foram contemplados na segunda etapa do Minas Comunica, entre eles Barbacena, com nove distritos, Muriaé, com seis, Cataguases, com cinco, Santos Dumont e São João del-Rei, com quatro, Ubá, com três e Viçosa, com dois.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o resultado do PIB nos dois últimos trimestres vai interferir no resultado das eleições?