Publicidade

17 de Junho de 2012 - 07:00

Tribuna visita haras e conhece projeto para transformá-lo em resort; local já recebeu a visita de representantes da Federação da Austrália

Por Wallace Mattos

Compartilhar
 
Nove unidades de hospedagem, refeitório, centro de convenções e piscinas serão construídas no platô
Nove unidades de hospedagem, refeitório, centro de convenções e piscinas serão construídas no platô
Funcionários trabalham na preparação de um campo de futebol society provisório; o local ganhará em breve um campo com medidas oficiais e grama aprovada pela Fifa
Funcionários trabalham na preparação de um campo de futebol society provisório; o local ganhará em breve um campo com medidas oficiais e grama aprovada pela Fifa

Conforme vai se aproximando a Copa do Mundo de 2014, a expectativa em torno da escolha das cidades que servirão como Centro de Treinamento de Seleções (CTS), recebendo um time estrangeiro para o período de adaptação antes do Mundial do Brasil, aumenta. Juiz de Fora tem lugar nessa disputa, em uma parceira com a cidade de Matias Barbosa. A delegação estrangeira que eventualmente vier para a região ficaria hospedada no município vizinho e utilizaria os equipamentos esportivos da Princesa de Minas para treinamentos.

Local incumbido de abrigar uma possível seleção estrangeira, o Village Haras Morena ainda iniciará as obras de construção das unidades de hospedagem. Mas na última semana, com exclusividade, o futuro hotel abriu as portas para a reportagem da Tribuna, em uma visita que revelou detalhes do projeto dos prédios, modificações a serem feitas na área e estruturas que serão mantidas, além de proporcionar um retrato do que o time nacional que vier à região poderá desfrutar em seus momentos de descanso.

Segundo o diretor-superintendente do Village Haras Morena, José Luiz Motta Magalhães, o local e a candidatura Juiz de Fora/Matias Barbosa já seduziram a Federação de Futebol da Austrália. "Uma grande seleção deseja, em qualquer CTS, exatamente o que temos em conjunto: dois aeroportos de fácil e rápido acesso, uma posição geográfica privilegiada entre Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, um ótimo clima, com temperatura média de 19 graus no período da Copa, locais de treinamento completos, infraestrutura de segurança, hospitalar, hoteleira e urbana, uma população habitualmente ordeira e hospitaleira, e um resort a pouca distância com as características, dimensões, equipamentos e serviços adequados para atender a quaisquer exigências ou necessidades. A comitiva da Austrália, inclusive, já manifestou seu interesse em fazer reserva."

Projeto

Com uma área de 135mil metros quadrados, o Village Haras Morena está localizado no distrito de Cedofeita, em Matias Barbosa, em um vale cercado de vegetação abundante e com a típica paisagem mineira, com morros dominando o horizonte. Hoje, a única relação que quem visita o local pode ver com o esporte bretão é um campo de futebol society provisório que está sendo montado por funcionários em uma antiga área de equitação. Mas a partir do próximo mês, uma área de 8.600 metros quadrados entre os dois principais dos 11 lagos do terreno vai virar um canteiro de obras.

Segundo informações da gerência de marketing do Village Haras Morena, o financiamento da obra está em seus últimos detalhes para ser liberado, e os trabalhos de construção devem ser iniciados em julho. Serão nove prédios de dois andares, com oito apartamentos duplos cada um, totalizando 72 leitos. De acordo com o contrato que o futuro hotel tem com a Match, empresa licenciada pela Fifa para a organização de acomodações para as seleções antes e durante a Copa de 2014, depois de iniciadas, as obras têm que estar prontas em até 15 meses. "Até mesmo para termos tempo para vistorias prévias", explica a gerente de marketing do futuro resort, Cristiana Viana.

Além das unidades de hospedagem, outras estruturas complementares serão construídas, e as que atualmente existem - o local já funcionou nos fins de semana como restaurante e hoje atende apenas a eventos como casamentos e convenções - serão reformadas para atender à delegação que escolher o local como base de sua aclimatação. "Uma vez concluídas as obras das unidades de hospedagem, do prédio destinado ao fitness center e do centro de convenções, possuiremos toda a estrutura: serviços e equipamentos gastronômicos, esportivos, de lazer, de comunicações, de segurança, de recepção e de técnica hoteleira, podendo promover adaptações específicas para atender aos desejos e necessidades da seleção que vier para nós, qualquer que ela seja", garante Magalhães.

Entre as 73

No início deste mês, a Prefeitura assinou o contrato com o Comitê Organizador Local (COL), que garantiu a candidatura em parceira com Matias Barbosa na publicação oficial da Fifa juntamente com outras 72 cidades. "Na prática isso quer dizer que somente esses 73 municípios têm o aval da Fifa para receber equipes para os períodos de treino de aclimatação e durante a Copa do Mundo de 2014. Não é garantia de que uma seleção virá ou de que alguma cidade não ignore essa divulgação e negocie com uma seleção (por conta própria), mas é um selo importante nesse contato. A partir do momento de divulgação desse material, que já está sendo confeccionado, a negociação é entre as federações e confederações nacionais e as prefeituras diretamente", explica o secretário de Esporte e Lazer, Renato Miranda.

 

 

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor da adoção de medidas, como tarifas diferenciadas e descontos, para estimular a redução do consumo de água?