Publicidade

16 de Julho de 2014 - 08:15

Por WALLACE MATTOS

Compartilhar
 
Feliz da vida, Henrique (5) deve ser titular no sábado
Feliz da vida, Henrique (5) deve ser titular no sábado

Começou ontem para valer a definição do time do Tupi que entra em campo contra o São Caetano, no próximo sábado, às 16h, no ABC Paulista, na volta da disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. No campo da UFJF, o técnico Léo Condé comandou um coletivo disputado com muita disposição pelos jogadores, iniciando o acerto dos últimos detalhes para enfrentar o Azulão no Anacleto Campanella.

Sem poder contar com o volante Maguinho, suspenso, o comandante carijó optou por uma formação mais ofensiva. Assim, o lateral-direito Henrique, utilizado como meia na maioria dos últimos trabalhos do time, foi a primeira opção de Condé para a substituição de Maguinho.

Segundo Henrique, não há problema em jogar em um ou outro setor. "O que prefiro é estar jogando, independente da posição. Sou lateral de origem, mas venho atuando há um bom tempo também mais à frente por ter características mais ofensivas. Mas acima de tudo estou em um bom momento e venho tendo a oportunidade de ter uma sequência de trabalhos e, como o Condé já falou, todos temos que estar prontos para jogar da forma como formos exigidos. Se vier mesmo a ser utilizado no jogo contra o São Caetano, vou dar meu máximo. Fizemos uma intertemporada boa, forte e pudemos aproveitar o período para ganhar mais entrosamento e evoluir", acredita o jogador.

Testes e susto

Outra mudança em relação à equipe titular que jogou os seis jogos antes da paralisação da Série C e consolidada durante a intertemporada é a entrada do centroavante Oliveira no lugar de Élder Santana. Contratado já com a competição nacional em curso, o novo dono da camisa 9 do Tupi vinha aprimorando a forma física e técnica, além de ganhar entrosamento com os companheiros. Diante do São Caetano terá a primeira chance de começar um jogo como titular.

Mas o treino de ontem não teve testes só com opções ofensivas. Condé também testou sua equipe com o volante Filipe Alves, formando uma linha de três cabeças de área ao lado de Genalvo e Gustavo, na vaga do meia-atacante Chico, que mais tarde voltaria, desta vez no lugar de Marcelinho, com Henrique passando à lateral-direita. "A gente já tem uma maneira de jogar, mas faz parte treinarmos alternativas que podemos usar dentro da partida. Por isso temos que ter alguns cuidados mais defensivos", explicou o treinador.

Já na segunda parte do treinamento, o técnico do Tupi ganhou uma preocupação inesperada. Após praticar uma defesa em seu canto baixo com o braço completamente esticado, o goleiro Rodrigo sentiu o ombro esquerdo. O titular carijó deixou o treinamento imediatamente, sentindo dores e iniciou a aplicação de gelo na região dolorida. "Estiquei o braço para fazer a defesa e, quando caí, ele estava um pouco para trás. Doeu, mas não acredito que seja nada demais. Saí para não agravar alguma coisa", explicou o arqueiro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que alertas em cardápios e panfletos de festas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool contribuem para reduzir o consumo de bebidas por motoristas?