Publicidade

13 de Fevereiro de 2014 - 15:06

Atacante vai tratar lesão no calcanhar

Por Wallace Mattos

Compartilhar
 
Atacante tem lesão no tendão do calcanhar direito
Atacante tem lesão no tendão do calcanhar direito

O Tupi perdeu um dos destaques de seu elenco, principal opção para o ataque da equipe e ídolo da torcida pelas próximas duas semanas. O centroavante Ademilson, com uma lesão no tendão do calcanhar direito, vai parar para tratamento e está fora do confronto com a Caldense, no sábado, às 17h, no Ronaldão, em Poços de Caldas, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro.

Chateado, mas ciente do risco que corria se continuasse em ritmo forte de treinos e atuando nos jogos, o atacante sabe que tem de se ausentar. "O ultrassom que fiz mostrou que há uma inflamação no tendão e, se continuasse a forçar, teria até mesmo o risco de romper, e aí teria que passar por cirurgia. Não tem jeito, tenho que parar para tratar uns 15 dias e voltar melhor", explicou o atleta, que faz tratamento com anti-inflamatórios e aplicação de gelo no local.

Com a ausência de Ademilson, o Tupi ficaria apenas com os atacantes titulares Núbio Flávio e Da Silva para escalar diante da Veterana. Assim, a diretoria carijó se apressou e enviou a documentação de Sérgio Portugal para que seu nome seja publicado no Boletim Informativo Diário (BID) e ele possa estar com o elenco alvinegro em Poços de Caldas como opção para o banco de reservas.

Mesmo time

Começando a armar sua equipe para o compromisso do fim de semana, o técnico do Tupi, Wilson Gottardo, comandou o primeiro coletivo da semana ontem no Estádio Municipal. O comandante carijó sinalizou que pretende manter a equipe que venceu o Atlético-MG, no último sábado, por 2 a 0, em Juiz de Fora.

Assim, na disputa pela vaga na lateral-esquerda, mesmo improvisado - já que originalmente joga na direita -, Magnum saiu na frente de Elivélton. No meio de campo, Fábio Tenório, que entrou no lugar de Miguel no último sábado, também foi mantido. Hoje, em novo coletivo no Estádio Municipal, Gottardo vai bater o martelo quanto a seus titulares.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?