Publicidade

23 de Abril de 2014 - 07:00

Tupi recebe o Fluminense no Mário Helênio em noite que marca o encontro da torcida com um grupo reformulado

Por Wallace Mattos

Compartilhar
 
Torcedores fizeram fila em busca de ingressos nesta terça-feira
Torcedores fizeram fila em busca de ingressos nesta terça-feira

Uma noite de estreias, reestreias e reencontros acontecerá nesta quarta-feira (23) no Estádio Municipal. Quando Tupi e Fluminense iniciarem seu primeiro duelo na história em competições oficiais de futebol, às 22h, no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil, tanto do lado alvinegro como do tricolor as memórias estarão de volta à cabeça dos jogadores e torcedores. No duelo desta noite, o primeiro jogo do Carijó no ano em casa por uma competição nacional, quem estiver na arquibancada vai poder conhecer o novo time de Santa Terezinha para a sequência da temporada entrando em ação em uma prova de fogo logo no primeiro desafio.

Reformulado, o Tupi repatriou velhos conhecidos da torcida e contratou reforços para qualificar uma base formada no Campeonato Mineiro. Nas duas últimas semanas, fez dois amistosos e venceu equipes da Série B do Nacional - 1 a 0 sobre o Boa Esporte e 4 a 2 sobre o América-MG. Também contratado depois do Estadual, o técnico Léo Condé, mesmo ainda se familiarizando com o grupo, acredita que seus comandados estão prontos. "Foram semanas bastante intensas. Conhecer o plantel, reencontrar jogadores com os quais já havia trabalhado e montar o time para essa nossa estreia. Acredito que estamos prontos para fazer um bom jogo diante do Fluminense", avalia o treinador.

Para chegar até aqui na Copa do Brasil, o Tupi não precisou jogar em Juiz de Fora, pois eliminou o Juazeiro-BA na primeira fase com uma vitória na casa do adversário por 2 a 0. Desta maneira, a partida desta quarta será a estreia dos juiz-foranos diante da torcida local no torneio. Para o atacante Núbio Flávio, o reencontro com o Estádio Municipal estava demorando e pode favorecer suas características de jogo. "Gosto muito de jogar aqui no Mário Helênio. Já estava com saudade. Vou tentar explorar o que tenho de melhor, que é a habilidade e a velocidade. Temos que ter uma postura equilibrada para surpreender nos contra-ataques."

 

Novidades

Com a chegada de reforços, o Tupi também terá estreias em campo, como o lateral-esquerdo Bruno Barros e o meia Álvaro, que deve ganhar a vaga que disputava com Dieguinho na armação do meio de campo. O meia teve uma forcinha da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, que não liberou a tempo os documentos de Dieguinho e também do goleiro Rodrigo, que seriam titulares. Na vaga do arqueiro, deve entrar o experiente Gonçalves.

Novidade nem tão nova assim, o zagueiro Wesley Ladeira, campeão com o clube na Série D de 2011, também fará sua reestreia com a camisa carijó. Para o defensor, a partida é um motivo para celebrar, e nem a missão de encarar um ataque tão poderoso o assusta. "Estou muito feliz em poder novamente defender as cores do Tupi. Voltei justamente para isso, disputar grandes jogos e dar meu máximo em campo. Sempre digo que, se quero um dia estar em um time grande, tenho que marcar e encarar grandes jogares de igual para igual, respeitando, mas sem temê-los. É isso que vamos procurar fazer ali atrás", explica.

 

 

Condé analisa o Tricolor

Do lado tricolor do duelo, pelo menos um jogador terá um reencontro com o Estádio Municipal - de memória feliz para ele e triste para os carijós. Na última vez que pisou o gramado do Mário Helênio para enfrentar o Tupi, o centroavante Fred, ainda em início de carreira, marcou um dos gols da vitória do América-MG sobre o Carijó por 2 a 1, em partida que rebaixou os juiz-foranos para o Módulo II do Mineiro.

O hoje centroavante titular da Seleção Brasileira estará em campo esta noite, já que o técnico Cristóvão Borges não pretende poupar nenhum atleta. O único desfalque do Tricolor será o zagueiro Elivélton, expulso no segundo jogo diante do Horizonte, quando o Fluminense venceu a equipe cearense por 5 a 0, no dia 10 de abril - o primeiro jogo teve vitória do oponente dos cariocas por 3 a 1. Wellington Carvalho será o titular da zaga ao lado de Gum.

"O Fluminense tem uma base da equipe montada há três, quatro anos ou mais. Teve a saída do Renato (Gaúcho) e a chegada do Cristóvão (Borges) e mudou porque cada treinador tem sua maneira de trabalhar. Já aconteceram alguns ajustes, com eles explorando a lateral do campo, com o Carlinhos e o Bruno, mas também não ficou limitado somente nessas jogadas. Há uma grande aproximação do Wagner, do Conca e do Rafael Sóbis com o Fred no ataque. São jogadas que exploram bastante e que temos de tentar neutralizar", avalia o técnico do Tupi, Léo Condé.

Com os pés no chão, o comandante carijó espera que seu time, primeiro, se dedique a marcar o Tricolor. "Tratando-se de uma equipe da qualidade do Fluminense, a gente joga com uma atenção maior na marcação. Isso acontece não só conosco, mas entre os grandes clubes também. Quando eles vão jogar com São Paulo, Cruzeiro, Grêmio, fora de casa, os oponentes têm essa preocupação. Claro que entramos em campo sempre com o intuito de vencer a partida, mas em termos de resultado, se não der, um empate preferencialmente sem gols não é ruim. Lutaremos também com tudo para não levarmos os dois que eliminariam o jogo de volta, temos que ser realistas", prega.

 

 

Acesso e ingressos

Para a partida desta quarta, serão disponibilizados pela Settra 15 ônibus extras. Os portões do Estádio Municipal serão abertos às 19h30. A partir das 18h, os veículos da linha 517-Estádio partirão da Avenida Presidente Itamar Franco, em frente ao Procon, em direção ao Estádio. As entradas principal e lateral do Mário Helênio serão destinadas a torcedores do Tupi, enquanto a entrada pelo Dom Orione será exclusiva para torcedores do Fluminense.

O trânsito sofrerá desvios na Avenida Eugênio do Nascimento, na altura do portão da sede campestre do Sesi, a partir das 19h. A passagem só será permitida a veículos autorizados e ônibus. Os demais serão desviados para a Avenida Engenheiro Waldir Pedro Monachesi, que dará acesso à entrada principal do estádio. Veículos de torcidas organizadas ou excursões com torcedores do Fluminense deverão ser estacionados próximo ao portão do Dom Orione, na Avenida Eugênio do Nascimento.

Os ingressos para o confronto podem ser adquiridos no posto da Liga de Futebol de Juiz de Fora, no Calçadão da Rua Halfeld; na sede social do Tupi, na Rua José Calil Ahouagi 332, no Centro; e no bar Estação Grill, na Rua Dom Viçoso 97, no Alto dos Passos. Os bilhetes custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada). Até a noite desta terça-feira, já haviam sido vendidos cerca de 3,6 mil ingressos.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que campanha corpo-a-corpo ainda dá voto?