Publicidade

17 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por RENATO SALLES

Compartilhar
 

Certo?

Meu pai é um grande fã do Gérson, o famoso "Canhotinha de Ouro". Dizia que ele lançava uma bola em profundidade como ninguém. Do pouco que vi o ex-craque do Botafogo jogar, pelos vídeos da Copa de 70, achei o cara um pouco lento - afinal, era outra época. Todavia concordo que tinha um pé esquerdo calibradíssimo. O fato é que me lembro mais do Gérson por conta da propaganda de cigarro famosa, que atravessou época e virou sabedoria popular na chamada "lei de Gérson".

"É melhor levar vantagem em tudo, certo?" Errado, meu caro Gérson. Caso contrário, o povo de Goiás corre o risco de pagar o salário daquele massagista que não respeita a regra do jogo. Aquele que invade campo para salvar a bola em cima da linha numa atitude condenável. O que tentou tirar o Tupi da Série D do ano passado na mão grande. Pois é, o gaiato não é nenhum "Esquerdinha de Ouro" - muito pelo contrário -, mas parece querer levar vantagem em tudo.

Se não bastasse tentar burlar o bom senso esportivo, o sujeito agora quer ser candidato a deputado estadual. Pior, seu slogan remete à patuscada que protagonizou em Juiz de Fora. "Se a corrupção vai entrando, Esquerdinha vai tirando." Sem entrar no mérito acerca da plataforma política do massagista, não dá para levar a sério alguém que se vangloria de tamanha bobagem, certo? Por esses e outras, tem muita gente que não acredita no Brasil.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você tem percebido impacto positivo das operações policiais nas ruas da cidade?