Publicidade

11 de Abril de 2014 - 06:00

Por RENATO SALLES

Compartilhar
 

Menos mal

O Maracanã é palco de momentos históricos do futebol brasileiro. Também é templo de grandes alegrias de botafoguenses, flamenguistas, tricolores e vascaínos. É ali o espaço que maior traduz a magia do futebol verde-amarelo. Todavia, o Maraca - velho ou novo - tem seus momentos de tragédia grega. O fato é que o "Maior do mundo" gosta de um "Maracanazo". Foi um pouco do que vimos na última quarta-feira. É óbvio que não se pode comparar o ocaso rubro-negro diante do Léon pela Libertadores com a derrota da Seleção contra os uruguaios em 1950. Entretanto, o silêncio sepulcral da "Pátria de Chuteiras" e da "Nação Rubro-Negra" ao apito final do árbitro deve ter sido o mesmo. Ensurdecedor.

Mas, que me perdoem os flamenguistas, menos mal que o "New Maracanazo" do novo Maracanã tenho acontecido com o time da Gávea. A brava equipe do Fla, que venceu a Copa do Brasil no ano passado, já não é a mesma em 2014. Nem mesmo os mais fanáticos dos rubro-negros previam vida longa aos comandados de Jayme de Almeida na competição continental. Sem Elias como pulmão do meio-campo e sem a broca afiada de Hernane, de mal com as redes na atual temporada, o Fla perdeu a pinta de time campeão. Já que a derrota dos cariocas não surpreendeu a ninguém, melhor que o Maraca gaste sua sina com os cariocas, reservando muito mais que silêncio para os brasileiros no dia 13 de julho.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você já presenciou manifestações de intolerância religiosa?