Publicidade

03 de Dezembro de 2013 - 07:00

Por PEDRO BRASIL*

Compartilhar
 

Cacai e Bom Jardim campeões

Mais dois campões da Copa Prefeitura/Bahamas de Futebol Amador foram conhecidos no último domingo. Na decisão da categoria master, o Amigos do Cacai chegou ao título mais uma vez após vencer o Palestino Master por 1 a 0. Já entre os veteranos, o Bom Jardim venceu por 2 a 1 o Internacional do Bonfim e, pela primeira vez, conquistou o título. A final da categoria infantil foi adiada devido às fortes chuvas do fim de semana. No próximo domingo serão definidos os campeões da categoria dente de leite, mirim, infantil e adulta. O boletim com a ordem das partidas será divulgado amanhã, às 14h.

Na decisão da categoria master, o Amigos do Cacai venceu com gol de Maguinho, no primeiro tempo. Depois de ver suas redes balançarem, o Palestino atacou em busca do empate, mas ficou nas mãos do goleiro José Simão, que segurou a vitória e foi escolhido o melhor em campo. O zagueiro Paulo Sérgio foi o destaque do Cacai, e Edemilson, do Palestino. Maguinho, pelo gol do título, também levou um dos prêmios.

Veteranos

Na final dos veteranos, entre Bom Jardim e Internacional do Bonfim, Edvaldo desviou um chute de Chininha e abriu o placar para o Bom Jardim. De cabeça, Miron empatou o jogo ainda no primeiro tempo. Quando a partida se desenhava para a disputa em pênaltis, Alemão cobrou linda falta e fez 2 a 1 para o Bom Jardim. Daí em diante o Bom Jardim segurou o resultado até o fim para gritar pela primeira vez "é campeão!". Edvaldo foi escolhido o melhor do Bom Jardim, e Fernando, do Internacional do Bonfim. Alemão fez o gol mais bonito, e Mauricinho, do Bom Jardim, foi eleito o melhor do jogo.


Referencial

O "futebol carioca" está em crise. O atual campeão brasileiro pode disputar a Série B se não vencer o Bahia fora de casa. O Vasco também pode voltar à Segundona, caso não vença o Atlético-PR. Além disso, o Botafogo, que ficou a maior parte do Brasileiro sonhando com título, agora "acorda" com a realidade de tentar disputar a Libertadores.

A situação do Vasco era previsível, porque o time já não joga muita coisa desde o desmanche do elenco da Copa do Brasil em 2011. Mas, quem em plena sanidade poderia imaginar que o Fluminense iria disputar as últimas posições nesse ano? Um elenco recheado de craques, como Deco, Fred, Diego Cavalieri, aditivados pelo dinheiro da patrocinadora. E o Fogão, que encantou no primeiro semestre, com Seedorf de estrela da companhia? O gringo cansou. Na última rodada teve até frango do bom goleiro Jefferson.

Já o torcedor rubro-negro, que começou o ano desacreditado e foi motivo de chacota dos adversários, agora pode ser o único time do estado na Libertadores. Sem falar no título da Copa do Brasil. Como teorizou Einstein: "tudo é relativo, só depende do referencial". Em outras palavras, o "futebol carioca" está em crise, mas não para os rubro-negros.

* Wallace Mattos volta a escrever este espaço em janeiro

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você concorda com o TJ, que definiu que táxi não pode ser repassado como herança?