Publicidade

11 de Fevereiro de 2014 - 07:00

Por WALLACE MATTOS

Compartilhar
 

Pra cima, Núbio!

Caros e caras, queria aproveitar esse nosso Papo para dar moral que acredito necessária a um jogador que vem se destacando no Tupi desde o ano passado. Confesso, quando o jovem Núbio Flávio, pouco testado, assumiu a titularidade na Série D de 2013, fiquei preocupado. Mas o garoto se tornou um homem rapidamente. Dentro das quatro linhas, mostrou que, além da velocidade já conhecida de todos, tinha habilidade de sobra e oportunismo impiedoso, sendo um dos protagonistas do acesso à Série C. Fora delas, segurou uma barra pesadíssima com a morte da mãe.

Nesta temporada, atuando em uma posição um pouco diferente, continua a mostrar sua velocidade e habilidade, acrescentando o poder de marcação ao repertório. Se às vezes "exagera" - coloco entre aspas pois não acho que possa haver exagero na arte de jogar bola - nos dribles, é demonstração de confiança e sei que rapidamente achará o tom certo entre ficar com a pelota para si, tocá-la e tentar aquela finta a mais, pois cumpriu apenas o quarto jogo do ano no último sábado. Fez uma partida regular para seus padrões, mas ótima em termos táticos. Ajudou o lateral-direito improvisado na esquerda, Magnum, prendendo o ala direito do Atlético-MG, Michel, que não subiu, hora por conta da marcação, hora pela preocupação com Núbio. Ainda puxou contra-ataque nos acréscimos no qual meteu uma trivela perfeita para Da Silva, que devolveria a bola dentro da área se não fosse a mão de Alex, gerando o pênalti que sacramentou a vitória carijó.

Na cobrança da penalidade, pegou a bola com personalidade e a segurança de ser um dos jogadores, ao lado de Ademilson, que mais treina pênaltis no elenco - quem não vai ao treino não sabe disso. E enquanto alguns secavam - acredite, tem isso, ô se tem - tirou o goleiro da foto. Ao final da partida, soltou o verbo para alguns colegas. E sobre isso, aqui vão alguns conselhos, Núbio: responde na bola, porque seu futebol está no lugar certo; não se importe com devaneios, senão sua cabeça vai embora e o jogo também; você está no caminho para voar alto, mas os pés, no que você demonstrou até agora, servem para toda a vida. No mais, vai pra cima, garoto! Tem muito adversário pra driblar ainda, em todos os campos!

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você pretende substituir o ovo de Páscoa por outros produtos em função do preço?