Publicidade

18 de Março de 2014 - 06:00

Por WALLACE MATTOS

Compartilhar
 

O lado bom

Caros e caras, não gostaria de estar escrevendo esse no Papo desta maneira, mas infelizmente a eliminação do Tupi do Campeonato Mineiro aconteceu e, agora, um período sabático e de reavaliação se abaterá sobre o Carijó. Fiquei nervoso, sofri e me indignei no último domingo no Estádio Municipal, mas não derramei lágrimas. Não porque não estivesse triste, estava, mas porque entendo que a disputa de uma semifinal, fosse contra Cruzeiro ou Atlético, seria um bônus apenas depois de uma campanha segura no Estadual.

Em nenhum momento o clube local foi ameaçado de rebaixamento e cumpriu com extrema competência e tranquilidade a missão que todo time com investimento modestíssimo como ele tem primeiramente: não cair para o Módulo II. Sim, gostaria de ver o Tupi mais tempo em campo e não ter de esperar o fim de abril para testemunhar um provável confronto com o Fluminense - se este passar pelo Horizonte-CE, é bom frisar - pela Copa do Brasil, mas penso que a chegada à disputa de uma vaga na final do Mineiro poderia ser até prejudicial, pois ainda tenho o exemplo de 2012 vivo na cabeça.

Assim, a eliminação do último domingo tem um lado bom. Fora do calor das semifinais, será possível avaliar com mais calma as virtudes e carências do elenco para a Série C. Isso já vem sendo feito pela competente comissão técnica carijó, mas será intensificado nos próximos dias. E, sem a pressão de ter que renovar com atletas que levaram o time a avançar no Mineiro, fica mais fácil reformular o elenco.

Acredito que há uma base boa formada no Estadual, mas peças importantes precisam vir para que o clube pelo menos garanta a permanência na Terceirona, a competição mais importante do ano. Gostaria também da permanência do técnico Paulo Campos, mas isso tudo vai depender de algo difícil pelos lados de Santa Terezinha há algum tempo: dinheiro.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a Justiça agiu corretamente ao permitir, por habeas-corpus, a soltura dos ativistas presos durante a Copa?