Publicidade

13 de Abril de 2014 - 06:00

Abalado por eliminação na Libertadores, Fla joga pelo empate, e Vasco busca vitória para encerrar jejum

Por Tribuna

Compartilhar
 
Luiz Antônio, confirmado no Fla, encara o vascaíno Pedro KenALEXANDRE VIDAL/FLA IMAGEM/06-04-14
Luiz Antônio, confirmado no Fla, encara o vascaíno Pedro KenALEXANDRE VIDAL/FLA IMAGEM/06-04-14

Rio (Gazeta Press) - A grande festa do futebol do Rio de Janeiro acontecerá hoje, às 16h, no Maracanã, onde Flamengo e Vasco decidem o título do Campeonato Carioca. Após empate por 1 a 1 no primeiro jogo, quem ganhar leva o caneco, enquanto que uma nova igualdade dá a taça aos rubro-negros, donos da melhor campanha na fase de classificação.

Apesar da certeza de que um dos dois lados vai festejar, ambos chegam sob desconfiança para este compromisso. O Vasco não ganha uma final sobre o adversário há 26 anos. A última vez foi no Estadual de 1988. Aliás, o Cruz-Maltino não é campeão carioca desde 2003, e o rótulo de vice é algo que incomoda. Já os flamenguistas ainda tentam juntar os cacos após a traumatizante derrota de 3 a 2 para o León, do México, no meio de semana, em pleno Maracanã, que custou a eliminação na Libertadores.

"Para este jogo, o mais importante foi trabalhar o aspecto psicológico. Até a bola rolar, a derrota para o León estará na mente de todos, pois foi um resultado muito triste. Ficamos abalados, mas podemos enfrentar o Vasco de igual para igual e ficarmos com o título", disse o técnico do Flamengo, Jayme de Almeida.

O clima de desconfiança também aparece no Vasco, mas os jogadores tentam afastar o fantasma do vice. "Nós estamos pensando no que vai acontecer no jogo deste domingo e não no que aconteceu antes, nos anos anteriores. O Vasco chega forte para esta decisão. Mostramos que podemos encarar qualquer adversário de igual para igual. Respeitamos o Flamengo, mas podemos superá-lo", disse o volante Pedro Ken.

Desfalques

Em termos de escalação, o Vasco não terá o atacante Everton Costa, que cumpre suspensão por ter sido expulso no primeiro jogo da final. Adilson pode manter o esquema e escalar William Barbio, Bernardo ou Thalles no setor. Porém, também há a chance de o volante Fellipe Bastos ser o escolhido, com o esquema 4-3-3 sendo deixado de lado para a escolha do 4-4-2. O volante argentino Pablo Guiñazu, que se recuperou de uma pancada no tornozelo esquerdo, e o atacante Edmílson, que lutava contra dores na coxa esquerda, têm escalação assegurada no clássico decisivo.

No outro lado, o Flamengo terá os volantes Luiz Antonio e Márcio Araújo, que não enfrentaram o León por não estarem inscritos na Libertadores. Eles ocuparão as vagas de Muralha, que sai por opção técnica, e Elano, que voltou a sentir a lesão na coxa direita e ficará três semanas parado. O restante do time será o mesmo de quarta-feira.

Galeria de Imagens

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?