Publicidade

26 de Fevereiro de 2014 - 20:36

UFJF fecha com vitória sua participação no torneio, mas não consegue vaga nos playoffs

Por Wallace Mattos

Compartilhar
 
Time encerra campanha na Superliga com 8 vitórias
Time encerra campanha na Superliga com 8 vitórias

Terminou com vitória nesta quarta-feira (26), por 3 sets a 1 (21/19, 22/24, 21/15 e 21/19), sobre o Vôlei Brasil Kirin, de Campinas, a participação da UFJF na Superliga Masculina de Vôlei 2013/2014. O triunfo fecha a melhor campanha da história do time juiz-forano na competição nacional, com 25 pontos e oito vitórias, mas a tão sonhada vaga nos playoffs do torneio não veio.

Como o Moda/Maringá venceu o Volta Redonda, no Paraná, por 3 sets a 1, o sonho dos juiz-foranos de conquistar uma vaga na segunda fase da competição nacional foi adiado por pelo menos mais uma temporada. Agora, os locais aguardam a confirmação pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) de que estará na elite da próxima edição do torneio ou a convocação para a disputa da permanência em uma série de jogos ainda não definida pela entidade.

Apesar de admitir um pouco de frustração com a campanha na Superliga, o técnico da UFJF, Carlos Augusto "Chiquita" Oliveira, exaltou a entrega de seus atletas. "Termino a competição um pouco frustrado, porque, no nosso planejamento, nos classificaríamos. Mas oscilamos muito no primeiro turno e tivemos uma sequência de oito derrotas. Isso acabou pesando no fim. Mas preciso exaltar a dedicação desse grupo, que mesmo com essa fase ruim não esmoreceu, trabalhou e reagiu de forma espetacular nessa reta final. Terminamos hoje com uma vitória sobre uma grande equipe e, independente do resultado em Maringá não ter nos ajudado, eles estão de parabéns", avaliou o treinador.

 

O jogo

Mesmo poupando titulares, como o ponteiro Rivaldo, o levantador Rodriguinho e o central André Heller, o Brasil Kirin teve um bom volume de jogo, começando na frente. Mas a arquibancada, a exemplo dos jogadores, entrou no jogo, e os juiz-foranos viraram, fechando o primeiro set em 21 a 19. O equilíbrio foi mantido na segunda etapa, mas as chances de classificação dos locais terminaram antes mesmo de seu fim, já que o Maringá fizera 2 sets a 0 no Volta Redonda àquela altura no Paraná. Em Juiz de Fora, o Brasil Kirin conseguiu vencer por 24 a 22, empatando o confronto.

A notícia do ponto fatídico dos paranaenses, eliminando a Federal, se espalhou pelo ginásio, e a torcida juiz-forana silenciou. Mas o time em quadra não se abateu. Com bons bloqueios e ataques de Jardel, além de passagens eficientes dos ponteiros Japa e Deivison no saque, a UFJF venceu o terceiro set por 21 a 15, o quarto por 21 a 19 e se despediu da Superliga com uma bela vitória por 3 sets a 1.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que os resultados do programa "Olho vivo" vão inibir crimes nos locais onde estão as câmeras?