Publicidade

12 de Junho de 2014 - 07:00

Por Eduardo Monsanto - Jornalista da ESPN Brasil

Compartilhar
 

Imagine a situação: você é um trabalhador modesto, pai de família, e vai casar sua única filha. O noivo vem de uma família milionária, e na hora de fechar a quilométrica lista de convidados do noivo (uma turma acostumada ao bom e ao melhor) , cai a ficha: quem vai pagar a conta estratosférica desta festa monumental? Pela tradição, a "dolorosa" é do pai da noiva. Chupe essa manga!

Nós brasileiros somos os pais da noiva. A festa de casamento é a Copa, e a Seleção Brasileira é a filha que amamos, incentivamos, por quem tudo fazemos. De um jeito ou de outro, nós vamos pagar "champanhe", "caviar" e todas as exigências surreais do nefasto "padrão Fifa". Como não há mais o que fazer, os cheques já foram preenchidos e os convidados já chegaram, vamos fazer o que nos cabe: aproveitar o momento histórico, desfrutar de cada minuto e torcer pra que nossa "filha" faça valer todo esse esforço.

Rodando o país para a cobertura da Copa do Mundo, vejo que a maioria das obras de infraestrutura não ficaram prontas a tempo. Aqui em Fortaleza, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) causou mais de duas mil desapropriações para a passagem dos 22km da linha de trem. A obra (que ficaria pronta no ano passado) foi interrompida na semana passada ainda pela metade, e as casas prometidas para as famílias desalojadas nem começaram a ser construídas. E o palco da festa, o Castelão? Este ficou pronto até antes do tempo, com quatro meses de antecedência, ao custo de R$ 518 milhões. Exemplos da nossa inversão de valores. Futebol vem em primeiro lugar por estas bandas.

Rezo para que um dia a paixão que transborda para discutir picuinhas de arbitragem e disputas de STJD um dia seja canalizada para o que verdadeiramente "cai na prova": consciência política e social para cobrar de quem deve ser cobrado na construção de um país melhor e mais justo. E na hora de pagar as contas da "festa de casamento", que fique algum legado. Quem sabe para os netos?

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?