Publicidade

04 de Maio de 2014 - 07:00

Em jogo válido pela segunda rodada do Grupo B, Carijó enfrenta o Juventude em Caxias do Sul

Por Renato Salles

Compartilhar
 

Em busca da primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro, o Tupi tem pela frente um adversário tradicional em Caxias do Sul, onde enfrenta o Juventude no Estádio Alfredo Jaconi, a partir das 16h. As duas equipes vêm de empate na estreia e sonham com um resultado positivo para alcançar as primeiras posições do Grupo B. Com relação à primeira rodada, o Galo Carijó terá uma mudança entre os titulares. Expulso no empate por 1 a 1 com o Macaé, no último domingo, em Juiz de Fora, o atacante Wesley é desfalque certo. Testado ao longo da semana, Élder Santana é a opção do técnico Leonardo Condé para a composição da dupla de ataque, ao lado de Núbio Flávio.

"A gente lamenta a ausência do Wesley. Mas, desde que retornei ao Tupi, estamos observando alguns jogadores que estão se destacando nos treinamentos. Um desses atletas é o Élder. No dia a dia, ele vem apresentando boa qualidade. É um centroavante, mas não do tipo que joga parado. Ele consegue se movimentar bem pelas beiradas no campo e nos dá possibilidades de alterar a disposição da equipe durante a partida", justificou Condé. 

Para o treinador, a mudança no setor ofensivo não implica na maneira como o Tupi deve atuar na partida. "Será um jogo muito difícil. Eles têm o fator casa a seu favor. Temos que ir com bastante determinação. Observamos a partida de estreia deles contra o Caxias e algumas partidas do Campeonato Gaúcho. Destacamos alguns pontos fortes, mas também situações em que eles deixam alguns espaços que podemos explorar. O Tupi vai a campo forte, preparado para fazer uma grande apresentação."

 
Aposta na bola parada
 
Com as duas equipe em igualdade de condições até aqui na competição - Tupi e Juventude empataram na estreia -, o técnico Leonardo Condé acredita em um confronto disputado. "Acompanhamos a maioria dos jogos no final de semana e conseguimos observar que será uma competição marcada pelo equilíbrio. O Juventude é uma equipe que a gente acredita que está no mesmo nível da maioria." Neste cenário, as jogadas de bola parada podem ser decisivas. Com três gols de falta na temporada, o meia Raphael Toledo aparece como uma das armas do Carijó para tentar embalar na Série C.
 
 "Ter jogadores com essas características, como o Raphael e o Henrique (lateral-direito), que batem muito bem na bola, é muito importante. Não resta dúvida que este é um fator favorável para o Tupi", destacou Condé, antes de lembrar que o setor defensivo do Carijó também precisa estar atento a este tipo de jogada. "Eles têm um time muito alto." Principal cobrador de faltas da equipe juiz-forana, Toledo credita o bom desempenho aos treinamentos. "Concentração é muito importante para esquecer o que está em volta e ter foco total na bola, na posição do goleiro e no gol. Estamos treinando bem para, se tiver mais uma oportunidade, tentar acertar mais uma vez."
 
Outro lado
 
No Juventude, o técnico Roger Machado não deve contar com o meia Gustavo Ermel, que sentiu um problema muscular. O treinador deve optar pela entrada de Lucas. Os gaúchos também têm problemas na lateral-esquerda. Expulso na estreia contra o Caxias, Juliano está fora da partida e dará lugar a Robinson.
Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você é a favor de fechamento de pista em trecho da Avenida Rio Branco para ciclovia nos fins de semana?