Publicidade

10 de Julho de 2014 - 18:47

Elenco formado por 14 atletas se apresenta para o trabalho na próxima terça-feira

Por Wallace Mattos

Compartilhar
 

Em um café da tarde com clima informal realizado nesta quinta-feira (10), o diretor-técnico da equipe de vôlei da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) confirmou o elenco e a data de início dos trabalhos da equipe local para a temporada 2014/2015. Os jogadores se apresentam na próxima terça, dia 15, às 17h, quando realizarão exames e, a partir do dia seguinte, iniciam os treinamentos de pré-temporada na academia e no ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid).

O dirigente também confirmou a permanência do técnico Carlos Augusto "Chiquita" Oliveira à frente do time, bem como todo o corpo de profissionais que trabalharão com os atletas durante os próximos meses. Para a nova temporada, que ainda não tem datas determinadas para se iniciar, o time juiz-forano terá um elenco mais enxuto do que em anos anteriores e apenas quatro atletas permanecem em Juiz de Fora da campanha que levou a UFJF ao nono lugar da Superliga Masculina de Vôlei 2013/2014. "Acreditamos que esse elenco, no papel, seja melhor do que o anterior. Mas agora eles têm que provar dentro de quadra", disse o diretor.

A equipe local chegou a acertar com o ponteiro Bob, mas o jogador passará por uma cirurgia no ombro direito e ficará fora das quadras por quatro meses, impossibilitando sua contratação. Um antigo sonho do time local, o ponteiro André Nascimento, campeão olímpico em Atenas 2004 e que começou a carreira no esporte em Juiz de Fora, também esteve perto de reforçar a UFJF. "Mas por questões particulares ele preferiu permanecer em Florianópolis, apesar de ter dito que seria um prazer jogar na cidade, na qual seus pais ainda residem", explicou Maurício.

 

Jovens talentos

Segundo Bara, a redução do elenco deverá proporcionar chances para jovens atletas juiz-foranos e, mesmo sem um calendário ainda certo, os objetivos nas principais competições da temporada estão definidos. "Escolhemos trabalhar com um grupo menor do que os habituais 17 jogadores que tivemos anteriormente porque já vemos condições de, através de nossa parceria com o Clube Bom Pastor, já ir colocando três ou quatro garotos para irem vivenciando a experiência no grupo principal. Ainda não sabemos quando jogaremos, mas está claro que queremos chegar a uma decisão de Campeonato Mineiro e nos classificar entre os oito primeiros da Superliga. Essas são as duas principais disputas nas quais estamos focados e, se o calendário permitir, jogaremos os Jogos de Minas também", explicou.

O diretor-técnico também anunciou a condução permanente de um trabalho que ajudou o time local na arrancada de seis vitórias nos últimos oito jogos da Superliga 2013/2014, que permitiu à UFJF brigar até a última rodada por uma vaga nos playoffs. Para isso, o professor Renato Miranda, especialista em psicologia do esporte e doutor em treinamento esportivo, irá desenvolver um trabalho com os atletas semelhante ao realizado no primeiro semestre desse ano, desta vez desde o início da temporada. "Vou trabalhar o entrelaçamento entre os trabalhos técnicos, táticos e físicos com a parte psicológica, buscando harmonizar esses aspectos. Como estamos em uma universidade, temos condições e iremos buscar um novo modelo, novas ideias e métodos em uma parte da preparação dos atletas que ainda é precária em praticamente todos os esportes no nosso país", explicou Miranda.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que a realização de blitze seria a solução para fazer cumprir a lei que proíbe jogar lixo nas ruas?