JF. domingo 30 abr 2017
OUÇA AGORA
Publicidade
19 de abril de 2017 - 18:55

Estradas voltam a ter reforço na fiscalização

Por Tribuna

As polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar Rodoviária (PMR) darão início, nas primeiras horas desta quinta-feira (20), à Operação Tiradentes 2017, que segue até a meia-noite do próximo domingo. No caso da PRF, agentes irão reforçar os trechos estratégicos nas BRs, priorizando medidas preventivas para redução da violência no trânsito. A PRF irá trabalhar para dar uma resposta rápida para garantir fluidez ao trânsito e combater as infrações ao volante, em especial as condutas geradoras de acidentes como: excesso de velocidade, ultrapassagens proibidas, dirigir sob influência de álcool e transitar pelo acostamento, dentre outras.

A fiscalização e o policiamento serão intensificados por meio de rondas ostensivas nas rodovias e do posicionamento estratégico das viaturas e policiais ao longo dos trechos mais movimentados e considerados críticos, pelo alto índice de acidentes e pela elevada taxa de infrações de trânsito. Para tanto, aproximadamente 950 policiais, em escalas de revezamento, utilizarão 31 radares e 150 etilômetros. Além do uso de viaturas e motos, a PRF contará com o apoio de um helicóptero na configuração aeropolicial. O balanço final da operação Tiradentes 2017 será divulgado na próxima segunda-feira, em horário ainda a ser definido.

Estradas estaduais

De acordo com o comandante do 1º Pelotão de Trânsito Rodoviário da PM, tenente Jader Augusto de Oliveira Silva, a fiscalização nas estradas sob a responsabilidade da PMR será reforçada, contando com apoio do setor administrativo. “Serão posicionadas viaturas em locais estratégicos. Além disso, vamos atuar com dois radares móveis nos trechos de maior incidência de acidentes e fluxo de veículos. Também haverá blitze ao longo das rodovias e nos postos da PMR”, informou o comandante, acrescentando que a operação tem como objetivo melhorar a segurança nas rodovias. “Pedimos aos condutores que respeitem o limite de velocidade, a sinalização e tenham muita atenção nas ultrapassagens”, adverte o militar.

 

Publicidade


*

Restam 500 digitos

 

Top