JF. domingo 30 abr 2017
OUÇA AGORA
Publicidade
16 de fevereiro de 2017 - 19:26

Fim de semana será de calor e tempo firme

Por Tribuna
Foto: Marcelo Ribeiro

Foto: Marcelo Ribeiro

O fim de semana de pré-carnaval em Juiz de Fora será marcado por altas temperaturas e tempo firme. De acordo com o meteorologia Jorge Moreira, do 5º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), um sistema de alta pressão atmosférica atua sobre o litoral deixando praticamente toda a região Sudeste do país com céu claro, sem a possibilidade de se formar nuvens de chuvas. A previsão é que este fenômeno se mantenha ativo pelo menos até a próxima segunda-feira (19), com chance de se estender por mais alguns dias. Até o domingo (19), o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) prevê termômetros registrando de 18 a 30 graus.

Juiz de Fora completou, nesta quinta-feira (16), dez dias ininterruptos sem chuvas, caracterizando esta estiagem como a segunda maior desde o início do período chuvoso 2016/2017. A maior delas perdurou 13 dias, entre 17 e 29 de outubro. Segundo o Inmet, o acumulado de precipitações no mês é de 31,2 milímetros, o que representa 14,4% do esperado para todo o período, que são 217,4 milímetros. A fim de comparação, em fevereiro do ano passado choveu 226,2 milímetros e, em 2015, 100 milímetros.

Mesmo assim, não há reflexos nos mananciais que abastecem Juiz de Fora. De acordo com dados da Cesama, a Represa de São Pedro opera com 84,1% da sua capacidade de preenchimento, enquanto que João Penido está 91,1%. Chapéu D’Uvas, 11 vezes maior que João Penido, tem 62,1%.

 

Poucas mudanças

Conforme Jorge Moreira, é possível que o mês termine com poucas mudanças com relação ao acumulado de chuvas. Isso porque os modelos de previsão do tempo apontam precipitações significativas na região somente a partir da segunda-feira de carnaval, dia 27. No entanto, por ser uma previsão de longo prazo, ela ainda precisa ser confirmada.

 

Veranico

Dias consecutivos de altas temperaturas e estiagem em plena estação chuvosa são conhecidos como veranico. Segundo o meteorologista, ainda não é possível afirmar que o fenômeno esteja em atuação, embora ele não descarte esta possibilidade. Isso porque, para veranico, a umidade relativa do ar precisaria estar mais baixa. Os níveis tem alcançado cerca de 40% durante a tarde, mas está havendo uma recuperação da qualidade do ar durante as madrugadas, quando os índices têm ficado acima dos 90%.

Como preconiza a Organização Mundial da Saúde (OMS), níveis abaixo dos 30% são caracterizados como Estado de Atenção, quando uma série de cuidados devem ser adotados. Entre eles, evitar exercícios físicos ao ar livre durante o período da tarde, evitar exposição ao sol e beber água abundantemente.

Publicidade


*

Restam 500 digitos

 

Top