JF. terça-feira 21 fev 2017
OUÇA AGORA
Publicidade
11 de janeiro de 2017 - 16:06

Instituições filantrópicas ameaçam suspender atendimento

Por Tribuna

Instituições filantrópicas de Juiz de Fora têm enfrentado dificuldades financeiras. Com a crise econômica, a situação é ainda mais difícil para quem depende de doações para se manter. Muitas correm o risco de fechar as portas, como o Instituto Vitória. Segundo o presidente Antônio Furtado, a entidade precisa quitar as suas dívidas para dar continuidade ao projeto. “Não quero fechar, não quero deixar os 95 assistidos, eles precisam de nós”.

O Instituto Vitória, localizado no Bairro Fábrica, oferece assistência médica, social, jurídica, fisioterapia, fonoaudiologia e atendimento psicológico desde 2010. Para Antônio, é muito gratificante ver a evolução dos assistidos. “Crianças que não andavam, falavam e hoje conseguem se movimentar e se comunicar. É muito importante para mim.”

Sem apoio governamental, o Instituto Vitória conta com a ajuda de pedidos feitos via telemarketing, voluntários, doadores mensais e parceiros. Atualmente o projeto passa por muitas dificuldades, correndo o risco de encerrar a assistência no início de fevereiro por falta de financiamento e apoio. Com muitas pendências, Antônio ressaltou que precisa da ajuda de todos para poder atender e dar continuidade ao tratamento das crianças. “Se cada um ajudar a pagar a água, um funcionário no final do mês, eu vou poder continuar com o projeto, mas se isso não acontecer, vou ter que fechar as portas”

Outra entidade que vem passando por dificuldade financeira para se manter é o Instituto Bruno. A instituição existe desde o ano 2000 com o objetivo de prestar atendimento clínico e assistência a pessoas surdocegas e com múltiplas deficiências devido à paralisia cerebral. Segundo a supervisora Renata Cristina Cruz da Silva, a manutenção da entidade vem de 95% das doações recebidas de voluntários. “Em tempos de crise, as doações caíram. No final do ano passado, já tivemos que negociar com alguns funcionários.”

Com as doações em baixa, Renata falou da importância do apoio ao projeto. “Cada um ajudando com um pouco, a gente pode dar continuidade.” Ela também ressaltou a importância de novas pessoas conhecerem o trabalho da unidade: “Pedimos para que os doadores continuem ajudando. Quem não conhece o projeto, pode olhar nossas redes sociais e o site www.institutobruno.org.br.

Quem quiser ajudar o Instituto Vitória e o Instituto Bruno pode depositar qualquer quantia em dinheiro nas contas a seguir:

Instituto Bruno
Caixa Econômica
Agência: 3065 Op: 003
Conta Corrente: 65-2

Banco do Brasil
Agência: 0024-8
Conta Corrente: 48894-1

Instituto Vitória Vida Nova
Caixa Econômica Federal
Agência: 1536 Op: 013
Conta: 12153-2

Publicidade

Top