JF. terça-feira 27 jun 2017
OUÇA AGORA
Publicidade
3 de junho de 2017 - 07:00

Morar Bem | Revestimentos de cozinha: Como escolher?

Por Tribuna

aletheia-1

Os revestimentos para a cozinha e área de serviço são elementos importantes nos acabamentos de uma construção, pois, além de proteger paredes e pisos, são eles que irão refletir o gosto estético do proprietário do imóvel.

Usualmente, as cozinhas são uma das partes que mais pedem revestimentos dentro de casa, devido à proteção exigida por regiões que sujam e molham com facilidade. Por conta disso, é preciso optar por materiais de revestimento que não sejam apenas bonitos, mas também respondam bem às necessidades do ambiente e maior durabilidade da construção.
Os tipos mais utilizados ainda são as cerâmicas e porcelanatos, geralmente em tons claros e neutros, mas as opções não se restringem a isso. A indústria se renova de tempos em tempos impulsionando tendências e trazendo comodidades.

Pisos
Em geral, os pisos da cozinha precisam de limpeza com mais de frequência do que o restante da casa, devido ao uso diário e pelo preparo dos alimentos. Por isso é importante optar por revestimentos de fácil manutenção e que não sejam escorregadios, como os de acabamento polido, já que o ambiente é mais propício a ser molhado. O tom do piso deve buscar uma composição com o restante da decoração, seja se destacando através de motivos coloridos ou criando uma base neutra para que outros detalhes sobressaiam. Um ambiente com pisos mais escuros se torna mais elegante, sóbrio e às vezes até moderno. Enquanto um ambiente com piso em tons claros nos passa uma ideia de limpeza, organização, equilíbrio.

Paredes: Defina o estilo da decoração
Tanto para um resultado estético e agradável quanto para proteger as paredes, o uso de porcelanatos retificados, ou seja, de corte reto, é uma boa dica já que necessita de menos rejunte no acabamento, o que facilita a manutenção.

Se a intenção for deixar o cômodo mais neutro, de maneira a não correr risco na decoração, pode ser mais assertivo investir em revestimentos tradicionais, em tons claros, como os azulejos de acabamento brilhoso bastante resistentes a água. Para ares industriais, o uso do concreto pode ajudar a criar um estilo mais moderno, enquanto o mármore remete ao clássico, e os revestimentos de ladrilhos e pastilhas de vidro combinam com cozinhas com inspirações contemporâneas. Para o estilo vintage, a aposta é em ladrilhos hidráulicos e pastilhas em acabamentos cerâmicos ou metálicos, combinados com piso sextavado em formato de losango ou hexágono.

Bancadas
Para as bancadas, é importante escolher um material que seja altamente resistente, já que esse costuma ser um espaço muito utilizado e que pode servir inclusive para apoiar objetos pesados. Pedras naturais, como o mármore e o granito, são os revestimentos mais comuns para cozinhas e seguem estilos mais clássicos. O Silestone, tipo de rocha industrializada produzida a partir da junção de matérias inorgânicas e resinas, pode ter acabamento artificial de pedras ou de cores sólidas. Para bancadas feitas em marcenaria, o ideal é investir em materiais melamínicos de baixa pressão, que são mais resistentes e menos porosos.

Leia também o blog.

Publicidade


*

Restam 500 digitos

 

Top