Voluntários e Bombeiros se unem para orientar jovens sobre profissiões

Projeto visa a estimular o interesse de adolescentes por uma carreira e incentiva a continuidade dos estudos

Por Julia Campos

11/08/2017 às 13:59hs - Atualizada 11/08/2017 às 14:04hs

(Foto: Votorantim Metais)
por Julia Campos, estagiária, sob supervisão do editor Wendell Guiducci

Os voluntários do projeto “Explorando o futuro”, da Votorantim Metais, e militares do Corpo de Bombeiros de Juiz de Fora se uniram por uma boa causa: orientar 44 jovens, com idades entre 13 e 17 anos, alunos do 9° ano do ensino fundamental da Escola Municipal Padre Wilson, em Igrejinha, Zona Norte da cidade, sobre as escolhas para a carreira profissional. A iniciativa também teve o objetivo de contribuir para o aumento da perspectiva de futuro dos jovens, estimulando a continuidade dos estudos.

O projeto, que já existe há três anos e meio, levou para os alunos, na manhã desta sexta-feira (11), uma palestra ministrada pelo capitão do 4° Batalhão de Bombeiros Militar, Rafael Neves Consendey. A curiosidade acerca da profissão levou os próprios alunos a sugerirem o tema.

O brigadista da Votorantim, Paulo Sales Rocha, 58 anos, é voluntário das ações sociais da empresa há cerca de 12 anos, e participou do “Explorando o Futuro” pela primeira vez nesta sexta-feira. Ele acha a iniciativa importante, pois as crianças podem entender as funções de cada profissão. “Eles tiveram a oportunidade de conhecer o que cada bombeiro faz na corporação. Ficaram maravilhados, pois não conheciam, não tinham nenhuma informação sobre o que é ser um bombeiro”, conta.

Paulo ainda fala sobre o sentimento de poder auxiliar no futuro dos jovens, já que ele mesmo não recebeu essa ajuda. “Eu tive que descobrir eu mesmo, não tive a oportunidade de alguém me orientar. Poder ajudar jovens a ter um objetivo na vida é muito gratificante.”

O conteúdo continua após o anúncio

 

O que você vai ser quando crescer?

Desde 2014, o “Explorando o Futuro”, composto por dez funcionários da Votorantim Metais, já atendeu a 178 estudantes da Escola Municipal Padre Wilson, sempre no intuito de estimular o interesse dos jovens por uma carreira que os agrade mais, e, principalmente, incentivar que prossigam no ensino médio, já que muitos param de estudar no 9° ano do fundamental. De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e pelo Ministério da Educação (MEC), o 9º ano do ensino fundamental possui a terceira maior taxa de evasão escolar na rede pública (7,7%).

O “Explorando o Futuro” foi premiado na edição de 2015 do Prêmio Ser Humano da Associação Brasileira de Recursos Humanos de Minas Gerais (ABRH-MG), o que reforçou a importância da ação para a comunidade, tornando-se referência do trabalho voluntário naquele ano.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia