“Mini-heróis” lutam pela vida

Quando Valéria Santos, 32 anos, chegou à UTI Neonatal do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, na tarde desta sexta-feira (2), para amamentar o pequeno Jonatas, seus olhos se encheram de lágrimas. Seu pequeno guerreiro de 6 dias estava vestido de Batman. “Fiquei encantada, me emocionei quando vi.” Já a pequena Júlia de 23 dias […]

Por Guilherme Arêas

02/12/2016 às 18:21hs - Atualizada 02/12/2016 às 18:31hs

Quando Valéria Santos, 32 anos, chegou à UTI Neonatal do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus, na tarde desta sexta-feira (2), para amamentar o pequeno Jonatas, seus olhos se encheram de lágrimas. Seu pequeno guerreiro de 6 dias estava vestido de Batman. “Fiquei encantada, me emocionei quando vi.” Já a pequena Júlia de 23 dias estava tranquila no colo da mãe Carolina Almeida, 20 anos, vestida de Mulher Maravilha. “Ela é uma guerreira com toda certeza. Tão pequena e já passou por muita coisa. Fiquei feliz com a homenagem. Lá em casa, todo mundo vai ficar doido quando ver as fotos”, conta Carolina. O Capitão América também marcou presença muito bem representado por Davy, de 38 dias. “Quando cheguei aqui e vi todos arrumadinhos, derreti”, alegra-se a mãe Rosana Maria da Silva, 25 anos.

Conforme a coordenadora de Enfermagem da UTI Neonatal, Denise Bortolini, a ação foi realizada para homenagear os pais e comemorar os 90 anos do hospital. “Esses bebês são mini super-heróis. Eles representam a própria luta do hospital que há 90 anos vem se esforçando para se manter.”

Estima-se que cerca de 180 mil crianças nasceram no Therezinha de Jesus. Além de ser referência em obstetrícia, a unidade atua em outras áreas, como na cardiologia, no tratamento da obesidade, na cirurgia ortopédica e geral, no estudo de alergias e outras doenças, na produção científica e na formação de centenas de residentes de medicina.

O conteúdo continua após o anúncio

 

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia