Primeiro caso de febre amarela em humano na Zona da Mata é confirmado

Atualizada às 16h20 A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou, nesta sexta-feira (17), o primeiro caso de febre amarela em humano na Zona da Mata. De dois casos suspeitos da doença notificados em Carangola, cidade localizada a 250 quilômetros de Juiz de Fora, um foi confirmado e o outro, descartado. Espera Feliz, também na […]

Por Rafaela Carvalho

17/03/2017 às 14:53hs - Atualizada 17/03/2017 às 16:20hs

Atualizada às 16h20

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou, nesta sexta-feira (17), o primeiro caso de febre amarela em humano na Zona da Mata. De dois casos suspeitos da doença notificados em Carangola, cidade localizada a 250 quilômetros de Juiz de Fora, um foi confirmado e o outro, descartado. Espera Feliz, também na Zona da Mata, tem dois casos da doença em humanos em investigação. Em Orizânia, uma suspeita está sendo investigada.

O conteúdo continua após o anúncio

Ainda conforme a SES, há um novo rumor da presença do vírus da febre amarela em primatas de Além Paraíba. Em Argirita, um caso de epizootia está em investigação. As cidades de Belmiro Braga, Lima Duarte, Cataguases, Tocantins e Ubá também aguardam resultados de laudos sobre supostas epizootias, casos em que os animais podem ter morrido em decorrência da doença. Em Juiz de Fora, três macacos mortos foram encontrados em menos de 24 horas, na Cidade Alta e na Zona Norte.

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia