Cuidados na hora de aproveitar ofertas em saldões

Janeiro não é marcado apenas pelas férias da criançada e pelos impostos a pagar. Dependendo do planejamento financeiro, dá até para aproveitar ofertas anunciadas nos saldões de lojas e de magazines para realizar alguns sonhos de consumo. Mas antes de ir às compras, é importante lembrar daquelas recomendações básicas, como a pesquisa de preços e […]

Por Bárbara Riolino

10/01/2017 às 15:21hs - Atualizada 10/01/2017 às 15:21hs

Janeiro não é marcado apenas pelas férias da criançada e pelos impostos a pagar. Dependendo do planejamento financeiro, dá até para aproveitar ofertas anunciadas nos saldões de lojas e de magazines para realizar alguns sonhos de consumo. Mas antes de ir às compras, é importante lembrar daquelas recomendações básicas, como a pesquisa de preços e ter atenção quanto às condições do produto. A Agência de Proteção e Defesa do Consumidor de Juiz de Fora (Procon/JF) orienta que o cliente deve adotar os mesmos cuidados indicados para as compras durante eventos como a Black Friday, levando em conta, principalmente, se o valor cobrado pela loja realmente tem desconto. Uma pesquisa realizada pelo órgão, em novembro do ano passado, mostrou que muitos produtos não apresentaram os índices de redução de preço divulgados pelas lojas durante a Black Friday. Aliás, alguns estavam sendo comercializados por valores superiores aos praticados antes da promoção.

 

Dicas para aproveitar bem os saldões

– Observe os custos reais do produto e evite práticas comerciais abusivas e serviços adicionais, como contratação de seguros condicionados à compra. Isto configura-se em venda casada, considerada abusiva pelo Código de Defesa do Consumidor.

– Evite compras por impulso apenas para aproveitar as liquidações. Nestas horas, deve-se avaliar a real necessidade de adquirir o produto e verificar se a compra não afetará o orçamento.

– Verifique se o produto a ser adquirido está em boas condições de uso, pois é comum as lojas oferecerem nesta época itens de mostruário e até com pequenos defeitos. Essas avarias não podem comprometer o desempenho do produto e devem ser especificadas na nota fiscal.

– Se a opção de compra for pela internet, além de todos os cuidados já listados, o consumidor deve lembrar que pode desistir da compra em até sete dias após a aquisição ou da entrega.

O conteúdo continua após o anúncio

– Em relação à entrega do produto, vale lembrar que algumas lojas não oferecem o serviço para móveis e eletrodomésticos. É preciso considerar esse custo extra ou os riscos de carregá-los sem os devidos cuidados.

– As formas de pagamento e a nota fiscal são indispensáveis na hora da compra. Busque guardar panfletos, e-mails e anúncios que comprovem a oferta anunciada para se respaldar frente a problemas.

– O consumidor deve receber o certificado de garantia preenchido e, se o bem for financiado, deve receber uma cópia do contrato.

 

Fonte: Agência de Proteção e Defesa do Consumidor de Juiz de Fora (Procon/JF)

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia