Empate no último minuto

Em duelo de Caça-Rato, pelo Tupi, e Loco Abreu, do Bangu, foram os atacantes Matheus Pato, do Alvinegro, e Peralta, do time carioca, que balançaram as redes do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio na tarde deste sábado (21), durante jogo-treino finalizado em 1 a 1. A partida integrou a pré-temporada das equipes para as disputas […]

Por Carla Duailibi

21/01/2017 às 18:13hs - Atualizada 21/01/2017 às 18:28hs

Em duelo de Caça-Rato, pelo Tupi, e Loco Abreu, do Bangu, foram os atacantes Matheus Pato, do Alvinegro, e Peralta, do time carioca, que balançaram as redes do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio na tarde deste sábado (21), durante jogo-treino finalizado em 1 a 1. A partida integrou a pré-temporada das equipes para as disputas dos respectivos campeonatos estaduais. A presença de público foi outro destaque do evento. Havia mais torcedores nas arquibancadas do que na média da Série B 2016, inferior a mil pessoas.

Leonardo Costa

 

O jogo

O Tupi foi escalado por Éder Bastos com Gideão; Yago, Elivélton, Edmário e Bruno Santos; Marcel, Juninho e Carlos Júnior; Thiago André, Matheus Pato e Flávio Caça-Rato. O árbitro deu início ao duelo marcado por maior posse de bola carijó em toda a primeira etapa.

Movimentado, o confronto teve quase todas as iniciativas ofensivas partindo da agremiação juiz-forana, sempre buscando a abertura das jogadas com velocidade e pelo chão durante as transições para o ataque. O Bangu ameaçava apenas em finalizações de média distância, e Loco Abreu pouco tocava na bola.

 

16196424_1219701371451142_1216330144_o

O conteúdo continua após o anúncio

 

O primeiro gol carijó no Estádio Municipal em 2017 saiu aos 33 minutos e com participação direta de Caça-Rato. O atacante recebeu bola na meia-lua da grande área e cavou bola para Matheus Pato, em posição duvidosa, estufar as redes adversárias, abrindo o placar que permaneceria até o intervalo.

Mudanças e queda no desempenho

O Galo iniciou a etapa complementar com quatro trocas. O goleiro Paulo Henrique, os meias Sávio Moreira e Ruan Teles e o atacante Odilávio substituíram Gideão, Thiago André, Carlos Júnior e Caça-Rato. Até a metade do período, o Tupi já estava completamente alterado, com Paulo Henrique; Lucas, Kadu Fernandes, Fernando e Dieguinho; Emerson e Bonilha; Sávio, Jajá e Ruan Teles; Odilávio.

Apesar do fôlego renovado, o Alvinegro perdeu campo, não finalizava e quase sofreu tento em cabeçada de Lorran, ex-Carijó, aos 20 minutos. Logo em seguida, Loco Abreu foi substituído e aplaudido por parte dos torcedores do Bangu e Botafogo presentes no Estádio Municipal. Do outro lado das arquibancadas, o canto de “Vamos, vamos, Chape!” era entoado.

No último minuto

O duelo era morno, mas o crescimento do Bangu na segunda etapa foi premiado no lance derradeiro da partida. Dieguinho fez pênalti no adversário, Peralta bateu e igualou a contagem, sem tempo para novas movimentações das equipes

Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia