Publicidade

01 de Janeiro de 2014 - 07:00

Por BRUNO SIQUEIRA -PREFEITO DE JUIZ DE FORA

Compartilhar
 

O que no início era um projeto visando à solidariedade da população de Juiz de Fora em relação aos mais necessitados tornou-se agora uma espécie de motivação para todas as atitudes da Administração Municipal. E essa motivação tem um nome: "bem comum". Na síntese da força destas duas palavras está a grandeza de tudo aquilo que realizamos até agora e a perspectiva do muito mais que será realizado. Temos problemas a serem enfrentados, desde os pontuais, como as consequências das chuvas, até os grandes desafios da saúde. Mas trazemos a certeza de nossa capacidade de vencer estas situações, e tantas outras, porque temos uma população que acredita na vitória do "bem comum".

A partir deste ano, Juiz de Fora terá 60% de seu orçamento divididos meio a meio entre saúde e educação, e isso trará resultados a curto prazo. Até mesmo no combate à criminalidade, que será alvo também das "armas da paz", através de projetos culturais e esportivos. Assim, ao propagarmos a atitude do "bem comum", estamos pensando exatamente na consequência natural da vida humana, gerada pela solidariedade, pelo respeito entre todos, pela convivência harmoniosa entre gerações, motoristas e pedestres, natureza e cidadão. Somos um povo de paz, de fé, de esperança e de construção.

E é exatamente em função dessa certeza que nossa autoestima não pode ser desprezada. Nós somos muito mais do que podemos. Juiz de Fora hoje é alvo de atenção, seja de investidores, de projetos turísticos ou de expansão de empresas. E tudo isso é fruto do trabalho, da crença e da atitude solidária e amiga de cada um de seus habitantes, que se manifestam em gestos simples, como colocar o lixo na rua no horário adequado, até grandes respostas, como a ajuda aos necessitados das chuvas. A cidade é a consequência de cada ato que praticamos na concretização de nossa história. Nossa vocação é o progresso e o desenvolvimento com harmonia, igualdade e solidariedade. Somos uma cidade do "bem comum". Um feliz 2014 para todos e todas!

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o Rio vai conseguir controlar a violência até a Copa do Mundo?