Publicidade

05 de Abril de 2014 - 06:00

Por ISABEL SALOMÃO DE CAMPOS Comunidade espírita "A Casa do Caminho"

Compartilhar
 

Neste ano que comemoramos no mês de maio os 40 anos de fundação da "A Casa do Caminho", voltamos nossa atenção para aquele que dedicou sua vida ao evangelho de Jesus, fazendo da sua caminhada terrena a esperança, o consolo e a alegria de tantas outras vidas. Sua biografia ultrapassa os limites dos registros históricos. Está gravada nas linhas e emoções daqueles que leram as mais de dez mil cartas enviadas dos planos espirituais acalentando os parentes saudosos, nas páginas dos 468 títulos psicografados, nos mais de dois mil centros espíritas que contribuíram de alguma forma para a constituição do trabalho, dentre eles a nossa Casa do Caminho, onde esteve em maio de 1976, e em outros tantos corações acolhidos pelo exemplar trabalhador. Sua vida está gravada eternamente em cada um de nós.

Dignificando ainda mais as nossas Minas Gerais, aqui renasceu para sustentar os primeiros tímidos passos da doutrina espírita no Brasil. Onde estivesse alguém sofrendo, houvesse uma alma necessitando das divinas verdades, lá estava ele semeando o espiritismo, levando às consciências os conhecimentos de suas origens espirituais de filhos de Deus, a cultura do amor fraterno e o respeito incondicional ao ser humano.

Francisco Cândido Xavier foi escolhido pelo povo mineiro em 2000, em concurso realizado pela Rede Globo Minas, "O mineiro do século XX", e, no ano de 2006, pela revista Época, "O maior brasileiro de todos os tempos". De fato os títulos são o reconhecimento, mas, o importante é o que os justifica: "Eleger aquele que fez mais pela nação, que se destacou pelo legado à sociedade".

Chico Xavier superou todos os seus limites com o único objetivo de fazer o bem. Faça o bem não importa a quem! Assim o fez, dando constantes lições e exemplos de humildade, cumpriu com excelência o ensino do evangelho: "Vesti os nus, dai de comer a quem tem fome". Muito temos o que lhe agradecer, pois a obra de sua vida despertou o espírito para a felicidade, ensinando o poder do amor ao próximo.

Chico Xavier, nosso amigo, queremos lhe dizer que valeu a pena sua vida e todos os seus sacrifícios, pois a vitória foi do evangelho de Jesus em favor do ser humano. Receba o nosso carinho, nosso muito obrigado, com emoção e sentimento do desejo de igualmente viver o que você viveu. Que Deus continue te abençoando, querido irmão, o recompense pelo legado moral deixado à humanidade, pela vivência espírita e inabalável respeito à obra de Allan Kardec e o carinho dedicado à nossa comunidade espírita "A Casa do Caminho", presenteada com suas palavras: "Se eu pudesse, voltaria à estaca zero para começar de novo e me sentaria naquelas cadeiras". Obrigado, querido irmão, em nome de todos nós da Casa do Caminho, continue com Deus.

Publicidade

Publicidade

Mais comentários

Ainda não é assinante?

Compartilhe

Publicidade

Encontre um tema na

Pesquisa

Edição impressa

Enquete

Você acha que o subsídio do Governo vai alavancar a aviação regional?